sicnot

Perfil

Mundo

Johnson & Johnson condenada a pagar 65 M€ devido a pó de talco cancerígeno

Um júri do Estado norte-americano do Missouri condenou esta semana a multinacional Johnson & Johnson a indemnizar a família de uma mulher que morreu de cancro, alegadamente causado pela utilização do pó de talco da empresa de cosméticos.

(Arquivo/Reuters)

(Arquivo/Reuters)

© Lucas Jackson / Reuters

A multinacional norte-americana foi condenada a pagar 72 milhões de dólares (65 milhões de euros) por danos e prejuízos de caráter punitivo, bem como uma indemnização de 10 milhões de dólares (cerca de nove milhões de euros).

A empresa anunciou hoje que contesta a decisão e que vai estudar as várias opções legais.

Na segunda-feira, um júri popular do Missouri decidiu a favor dos familiares de Jacqueline Fox, uma mulher que, segundo os advogados da família, usou durante décadas produtos da empresa, nomeadamente pó de talco para bebé, e a quem foi diagnosticado um cancro nos ovários. A mulher morreu em 2015.

A família de Jacqueline Fox decidiu interpor uma ação civil contra a multinacional, alegando que a empresa esconde há vários anos aos consumidores os riscos da utilização do pó de talco da marca, que alegadamente contém ingredientes cancerígenos.

"Apesar de entender a família, discordamos fortemente" da decisão, disse um porta-voz da empresa, em declarações à estação de informação norte-americana CNN, realçando que "a segurança do cosmético de talco é suportada por décadas de evidência científica".

  • Bruno de Carvalho suspenso por mais 90 dias

    Desporto

    O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, foi suspenso por 90 dias na sequência de declarações proferidas numa entrevista televisiva em março, anunciou esta terça-feira o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

  • Benfica critica castigo de Samaris e vai recorrer

    Desporto

    O Benfica reagiu esta terça-feira ao castigo de três jogos aplicado ao grego Andreas Samaris, considerando que a decisão, da qual vai recorrer, é prova de que o futebol português está "entregue à instabilidade, à incoerência e à insegurança".

  • "Álvaro" viveu seis anos de maus tratos num casamento de oito
    5:06
  • Governo disposto a ceder a algumas reivindicações dos enfermeiros
    1:58

    Economia

    Os enfermeiros ameaçam voltar à greve se o Governo não lhes der um subsídio no valor de 400 euros. Esta terça-feira o Governo esteve reunido com dois dos quatro sindicatos. O Ministério diz estar disposto a ceder a algumas reivindicações, mas o ministro da Saúde fez saber que o aumento de 400 euros é incomportável. 

  • Como fazer fotos e vídeos menos tremidos
    8:43
  • "As autárquicas deviam estar menos contaminadas pelo Orçamento"
    7:55
  • Viajar a 110 km/h agarrado ao para-brisas de um comboio

    Mundo

    Um homem de 23 anos foi detido por viajar preso a um comboio - mais concretamente ao limpa para-brisas -, que atinge velocidades perto dos 110 quilómetros por hora, numa viagem entre as estações de Leederville e Glendalough, na Austrália.

  • Rapper quer provar que a terra é plana

    Mundo

    O rapper B.o.B. lançou uma campanha na plataforma GoFundMe para enviar satélites que possam comprovar que a Terra é redonda e azul. No ano passado, o norte-americano defendeu nas redes sociais que o planeta é plano.