sicnot

Perfil

Mundo

Filme sobre escravas sexuais em 1º lugar nos cinemas da Coreia do Sul

Um filme sobre as escravas sexuais coreanas do exército japonês, um polémico episódio histórico gerador de conflitos frequentes entre Seul e Tóquio, atingiu o primeiro lugar nas bilheteiras sul-coreanas, informou hoje o Conselho de Cinema da Coreia (KOFIC).

"Spirits' homecoming" conta a história das jovens coreanas recrutadas à força para satisfazerem sexualmente os soldados do exército nipónico

"Spirits' homecoming" conta a história das jovens coreanas recrutadas à força para satisfazerem sexualmente os soldados do exército nipónico

O filme atraiu no fim de semana passado 153.783 espetadores, destronando o super-herói "Deadpool", que alcançou 138.057 espetadores uma semana depois da sua estreia no país, segundo dados do KOFIC.

O filme foi exibido em 507 salas da Coreia do Sul, um país de 50 milhões de habitantes, em que o cinema, e em especial o de produção nacional, continua a ter elevada popularidade.

A longa-metragem, dirigida por Cho Jung-lae, aborda a história das jovens e adolescentes coreanas recrutadas à força na primeira metade do século XX para satisfazerem sexualmente os soldados do exército nipónico, que então colonizava a Península da Coreia.

Estima-se que cerca de 200.000 mulheres - a maioria coreanas durante a II Guerra Mundial - foram "mulheres de conforto", termo usado para definir estas vítimas de escravatura sexual.

O tema das escravas sexuais causou nas últimas décadas frequentes conflitos entre a Coreia do Sul e o Japão, tornando-se no principal obstáculo nas respetivas relações bilaterais.

Os governos de ambos os países assinaram no final do ano passado um acordo para encerrar o assunto, que contempla as desculpas oficiais do Japão e uma compensação económica de 1.000 milhões de ienes (cerca de 8,1 milhões de euros) para restaurar "a honra e a dignidade" das vítimas.

Não obstante, organizações de apoio às vítimas e vários setores da sociedade opuseram-se ao acordo por o considerarem insuficiente.

Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalam-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.