sicnot

Perfil

Mundo

Nobel da Paz com número recorde de candidatos

O Nobel da Paz vai registar em 2016 um número recorde de 376 candidatos e que supera o anterior registo de 278 aspirantes ao prestigioso galardão verificado em 2014, informou o Comité Nobel norueguês.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Scanpix Norway / Reuters

Do total de candidaturas para a edição deste ano, 228 são indivíduos e 148 organizações.

De acordo com o testamento do magnata sueco Alfred Nobel, criador dos centenários prémios, podem ser nomeados ao galardão da Paz catedráticos de faculdades de Direito, História e Ciências Políticas, deputados, antigos laureados e membros de tribunais internacionais, entre outros.

O Comité Nobel limita-se a divulgar o número total de concorrentes, sem qualquer influência na sua designação.

Entre os aspirantes para 2016 incluem-se o candidato à nomeação presidencial pelo partido Republicano dos Estados Unidos Donald Trump, o papa Francisco, o Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, o líder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), Timoleón Jiménez, o ex-analista informático da CIA Edward Snowden, e os habitantes e voluntários que ajudam os refugiados nas ilhas gregas.

Em 2015 o prémio foi atribuído ao Quarteto para o diálogo nacional na Tunísia, pelo seu envolvimento na construção de uma "democracia plural" neste país do Magrebe e que esteve na origem da designada 'Primavera árabe'.

O Nobel da Paz, que será anunciado em outubro à semelhança dos restantes galardões, é o único a ser entregue em Oslo e não em Estocolmo, por desejo expresso de Alfred Nobel.

Lusa

  • Marcelo promete entregar carta de menina com paralisia cerebral ao primeiro-ministro
    3:05

    País

    O Presidente da República está preocupado com os cuidadores dos cidadãos que precisam de cuidados paliativos. No Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, que se assinalou este sábado, Marcelo Rebelo de Sousa visitou a Casa do Tejo, em Algés, onde três famílias de crianças com paralisia cerebral e outros problemas de saúde são recebidas em conjunto com os pais para que toda a famíla possa receber apoio de técnicos especializados. O Presidente recebeu uma carta de uma menina de 5 anos, com paralisia cerebral, e prometeu que a vai entregar ao primeiro-ministro, para que seja aberta uma porta legislativa mais larga para os problemas das pessoas deficientes.

  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02