sicnot

Perfil

Mundo

Sistema de alerta de tsunami indonésio estava avariado no sismo de quarta-feira

Os 22 emissores de alerta instalados no mar, no oeste da Indonésia, não funcionaram na quarta-feira quando um violento sismo ocorreu na região, indicaram hoje as autoridades indonésias, que referiram "atos de vandalismo".

Este sistema de deteção e aviso foi instalado após o maremoto de 2014 ao largo da ilha de Sumatra.

Na quarta-feira, o sismo de magnitude 7,8, cujo epicentro se situou no oceano Índico, abalou a ilha de Sumatra, provocando cenas de pânico entre os residentes e um alerta de 'tsunami', levantado algumas horas mais tarde.

As autoridades não registaram vítimas ou danos e as zonas afetadas regressaram hoje à calma. Uma série de réplicas foi hoje sentida na ilha, mas as autoridades pediram calma à população.

O procedimento que visa garantir se existe ou não 'tsunami' foi interrompido devido à ausência dos 22 sensores e emissores no mar, instalados pela Indonésia, explicou a agência para as catástrofes naturais indonésia.

Se o alerta inicial foi corretamente desencadeado, os emissores, que permitem detetar as alterações no movimento da água e transmitir dados aos serviços competentes, não funcionaram para assinalar que as ondas potencialmente destruidoras não se formaram e as autoridades demoraram cerca de três horas a suspender o aviso de 'tsunami'.

"Os emissores foram vandalizados e não há orçamento suficiente para reparações", disse aos jornalistas o porta-voz da agência, Sutopo Purwo Nugroho.

"Esta situação torna difícil confirmar se um 'tsunami' ocorreu, ou não", acrescentou.

Os emissores integram um sistema de aviso sofisticado criado após o maremoto de 2014, com a ajuda de doadores estrangeiros, orçado em vários milhões de dólares.

Em 2014, um sismo submarino, a noroeste da Indonésia, originou uma onda gigantesca que causou mais de 170 mil mortos em território indonésio e dezenas de milhares em vários outros países da região.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.