sicnot

Perfil

Mundo

Polícia carrega sobre manifestação nas instalações de jornal crítico ao Presidente

A sede do jornal mais vendido da Turquia foi palco de violência com a polícia a carregar sobre a multidão que protestava contra uma decisão judicial que entregou o controlo da publicação ao Estado. A polícia turca usou gás lacrimogéneo e canhões de água para dispersar a multidão e entrar no edifício, em istambul.

Segundo o fotógrafo da agência noticiosa AFP no local, a polícia usou gás lacrimogéneo e canhões de água para dispersar centenas de pessoas que se reuniram em frente à sede do jornal, Zaman, em Istambul, depois de uma decisão judicial sob a tutela do jornal.

Um tribunal de Istambul ordenou a nomeação de um administrador provisório para a liderança do grupo Zaman, noticiou a agência Anatolia, sem precisar as razões da decisão judicial.

O grupo Zaman é considerado próximo do imã Fethullah Gulen, um antigo aliado e agora "inimigo número um" de Erdogan, depois de um escândalo de corrupção em 2013.

O Presidente da Turquia acusa Gulen, 74 anos, de ser a fonte das acusações de corrupção feitas contra si há dois anos com o objetivo de o derrubar.

Lusa

  • Dijsselbloem mostra algum arrependimento mas recusa demitir-se
    2:40

    Mundo

    Jeroen Dijsselbloem diz que cabe ao Governo português avançar com o nome de Centeno para a presidência do Eurogrupo, mas escusa-se a comentar essa possibilidade. Para já, o holandês não se demite do cargo. Esta quinta-feira ouviu as críticas dos eurodeputados no Parlamento Europeu.

  • Há cada vez menos portugueses

    País

    A população em Portugal diminuiu no ano passado, pelo oitavo ano consecutivo, já que o número de mortes continua a ser superior ao de nascimentos, revelam dados hoje divulgados pelo INE.

  • Será que lavar em lavandarias self-service compensa?
    8:21
  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Primeira dama chinesa defende avanços na igualdade

    Mundo

    A primeira dama chinesa, Peng Liyuan, defendeu os avanços da China em matéria de igualdade dos géneros. Uma rara entrevista, difundida numa altura em que feministas chinesas asseguram serem controladas pela polícia face às suas campanhas.