sicnot

Perfil

Mundo

Principal formação da oposição da Síria no exílio elege novo líder

A Coligação Nacional Síria (CNS), a principal formação da oposição no exílio, elegeu hoje um novo líder, Anas al-Abdé, a menos de uma semana do reinício das negociações de paz em Genebra.

© Ammar Abdullah / Reuters

Anas sal-Abdé, o único candidato à sucessão de Khaled Khoja, foi eleito pelos membros da assembleia-geral da coligação para um mandato de seis meses, que pode ser renovado uma vez, informou em comunicado a organização criada em Doha em 2012 e sediada em Istambul.

Reconhecida por mais de 120 países como "única representante do povo sírio", a CNS junta membros de grupos políticos e étnicos muito variados.

Abdé recolheu 63 votos entre os 103 membros da assembleia-geral.

Segundo o 'site' da coligação, Abdé nasceu em Damasco em 1967. Criou o Movimento Justiça e Construção, organização da oposição sediada em Londres, e foi também um dos fundadores do Conselho Nacional Sírio, primeiro órgão da oposição síria.

Lusa

  • Incêndios em Portugal - um mês depois
    9:10

    Reportagem Especial

    Regressar a casa para refazer a vida é tudo o que querem as famílias a quem o fogo levou quase tudo, há cerca de um mês. Contudo, esse regresso não tem sido fácil. Depois dos incêndios, famílias e empresas ainda têm de vencer as burocracias. A Reportagem Especial deste sábado regressa a Seia, onde arderam mais de 70 casas de primeira habitação e onde a vida de muitos parece ter entrado num impasse.

  • CIP contra 600€ de salário mínimo, ameaça boicatar iniciativas do governo
    1:28

    Economia

    O presidente da Confederação Empresarial de Portugal (CIP) está contra o aumento do salário mínimo para 600€. Em entrevista conjunta à Antena1 e ao Jornal de Negócios, o presidente António Saraiva considerou a proposta "uma luta partidária" dos comunistas com o Bloco de Esquerda" e ameaça boicotar a presença em iniciativas publicas, promovidas pelo executivo.