sicnot

Perfil

Mundo

Principal formação da oposição da Síria no exílio elege novo líder

A Coligação Nacional Síria (CNS), a principal formação da oposição no exílio, elegeu hoje um novo líder, Anas al-Abdé, a menos de uma semana do reinício das negociações de paz em Genebra.

© Ammar Abdullah / Reuters

Anas sal-Abdé, o único candidato à sucessão de Khaled Khoja, foi eleito pelos membros da assembleia-geral da coligação para um mandato de seis meses, que pode ser renovado uma vez, informou em comunicado a organização criada em Doha em 2012 e sediada em Istambul.

Reconhecida por mais de 120 países como "única representante do povo sírio", a CNS junta membros de grupos políticos e étnicos muito variados.

Abdé recolheu 63 votos entre os 103 membros da assembleia-geral.

Segundo o 'site' da coligação, Abdé nasceu em Damasco em 1967. Criou o Movimento Justiça e Construção, organização da oposição sediada em Londres, e foi também um dos fundadores do Conselho Nacional Sírio, primeiro órgão da oposição síria.

Lusa

  • Mourinho volta a conquistar a Europa

    Liga Europa

    O Manchester United conquistou esta quarta-feira a Liga Europa pela primeira vez. Este foi o quarto título europeu para Mourinho, depois das conquistas da Taça UEFA, em 2002/03, e da Liga dos Campeões, em 2003/04 e 2009/10.

  • Mexicana vence ultramaratona a correr de sandálias e de saia

    Desporto

    Uma mexicana venceu uma ultramaratona de 50 quilómetros a correr de saia e sandálias de borracha. María Lorena Ramírez, de 22 anos, não é atleta profissional, nem recebeu treino específico para a Ultra Trail Cerro Rojo, prova que venceu, mas pertence à tribo Tarahumara, com uma longa e invulgar tradição de excelentes corredores.

    SIC

  • Marcelo diz que a Europa precisa de paixão
    2:36
  • Protestos e violência no Rio de Janeiro
    1:08
  • Cogumelos alucinogénios entre as drogas mais seguras

    Mundo

    Os cogumelos alucinogénios são considerados uma das drogas mais seguras, quando consumidos para fins recreativos. A conclusão é avançada no Global Drug Survey, um estudo anual divulgado esta quarta-feira sobre os hábitos de consumo de drogas de quase 120 mil pessoas em 50 países.

    SIC