sicnot

Perfil

Mundo

Raymond Tomlinsom, "pai" do correio eletrónico, morre aos 74 anos

Raymond Tomlinson, considerado o "pai" do correio eletrónico (e-mail) e criador do símbolo "arroba" (@) para usar na internet, morreu sábado aos 74 anos na sequência de um aparente ataque cardíaco, indicou hoje outro pioneiro da "web".

© Thomas Peter / Reuters

O anúncio da morte foi feito num "tweet", em que Vinton Gray Cerf não adianta onde Tomlinson morreu nem as causas da morte, indicação que, porém, foi imediatamente confirmada por várias publicações especializadas em tecnologia.

Tomlinson, que venceu em 2009 o Prémio Príncipe das Astúrias de Investigação Científica e Técnica e que, em 2012 foi incluído do Salão da Fama na Internet ("Hall of Fame"), é reconhecido também por ter desenhado os elementos fundamentais das mensagens eletrónicas, como as categorias de "assunto" (motivo do e-mail) e "para" (destinatários).

O engenheiro norte-americano foi o primeiro a utilizar o símbolo de "arroba" para indicar que uma mensagem deveria passar por um servidor, separando o nome do destinatário da rede.

Tomlinsom nasceu em Amsterdam, no estado de Nova Iorque, em 1941 e, após graduar-se em Engenharia Eletrónica no Instituto Politécnico Rensselear (1963), acabou por doutorar-se na mesma área no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT).

Em 1967 começou a trabalhar na Bolt Beranek and Newman (BBN), ligada ao desenvolvimento da rede ARPA para o Pentágono, que consistia em interconectar vários computadores e servidores através de linhas telefónicas para implementar a potência do processamento de dados e descentralizar o armazenamento da informação.

As áreas de investigação principais passaram pelo desenvolvimento do programa SNDMSG, acrónimo de "Send Message" (enviar mensagem), para o sistema operativo TENEX, e utilizado pela ARPANET, bem como o programa de transferência de ficheiros CPYNET.

Sem ver reconhecido o seu valor pelos seus diretores, Tomlinson trabalhou vários anos em segredo e, em outubro de 1971, conseguiu trocar mensagens entre vários computadores, para o que utilizou a arroba como símbolo para separar o nome do destinatário do correio eletrónico do computador recetor (servidor).

Esse momento, para os historiadores da Internet, marcou o nascimento do correio eletrónico, embora, na altura, tal não valeu a Tomlinson qualquer reconhecimento da importância do feito.

Nas décadas em que trabalhou na BBN, onde foi promovido a engenheiro principal em 1987, Tomlinson contribuiu para o desenvpolvimento dos protocolos de comunicações NVT e TCP-IP.

Ao longo da década de 1990, Tomlinson trabalhou no programa Logistics Anchor Desk (LAD) para o exército norte-americano e na Advance Logistics Project (ALP), em que melhorou a segurança nos programas de comércio eletrónico para a empresa Cybertrust.

Entre os vários reconhecimentos que recebeu durante a carreira figuram os prémios George R. Stibitz (2000), da Webby Award (2001) e do Instituto dos Engenheiros Elétricos e Eletrónicos - IEEE Internet (2004), este último partilhado com Dave Crocket.

A 17 de junho de 2009 partilhou com Martin Cooper, "pai" da telefonia móvel, o Prémio Príncipe das Astúrias de Investigação Científica e Técnica.

Lusa

  • "A vitória de Bruno de Carvalho pode ser uma vitória de Pirro"
    1:01
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    As eleições para a presidência do Sporting realizam-se no próximo sábado e os comentadores d'O Dia Seguinte avaliaram já as hipóteses de vitória dos candidatos. Rui Gomes da Silva considera que a gravação que implicava José Maria Ricciardi não vai influenciar a decisão de voto. Já Paulo Farinha Alves acredita que Bruno de Carvalho vai vencer a eleição. Contudo José Guilherme Aguiar avisa as eleições podem não trazer estabilidade ao Sporting.

  • SIC revela relatório que provava falência do GES
    2:06
  • Sócrates acusa Cavaco de conspiração
    0:57
  • Vulcão Etna em erupção
    1:34
  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22
  • Como a maioria de Esquerda gere as votações
    2:15

    País

    A gestão entre os partidos é feita diariamente mas nem sempre PCP e Bloco de Esquerda têm votado ao lado do Governo. A SIC ouviu um politólogo, que diz que o objetivo é cada um salientar as diferenças que os separam do PS. No entanto, também há exemplos que provam que nenhum dos partidos quer pôr em causa a estabilidade política.