sicnot

Perfil

Mundo

Rússia diz que ameaças nucleares norte-coreanas são inadmissíveis

A Rússia considerou hoje "totalmente inadmissíveis" as ameaças norte-coreanas de ataques nucleares preventivos contra a Coreia do Sul e Estados Unidos, e apelou de novo à "contenção" entre todas as partes.

© Maxim Shemetov / Reuters

"Consideramos totalmente inadmissíveis as declarações públicas (da Coreia do Norte) que ameaçam os seus adversários com ataques nucleares preventivos", declarou em comunicado o Ministério dos Negócios Estrangeiros russo.

"Pyongyang deve ter em consideração que, ao fazer isso, a Coreia do Norte de coloca em definitivo à margem da comunidade internacional e propicia uma base jurídica para o emprego da força militar contra ela", prossegue o comunicado.

Neste contexto, a Rússia exorta todas as partes a "manifestarem prudência e contenção" para impedir que a situação degenere em conflito armado na península coreana.

A Coreia do Norte ameaçou desencadear disparos nucleares "cegos" contra a Coreia do Sul e os Estados Unidos caso estes países mantenham as suas manobras militares conjuntas, previstas a partir de hoje.

As ameaças ocorrem alguns dias após a decisão do Conselho de Segurança da ONU em impor uma nova série de pesadas sanções à Coreia do Norte após os últimos ensaios nuclear e balístico efetuados pelo regime de Pyongyang.

Lusa

  • 10 Minutos com Eurico Reis
    11:20

    10 Minutos

    Há quatro meses que Portugal é um dos poucos países europeus onde é possível recorrer à gestação de substituição. E há já um casal que teve luz verde para começar os tratamentos. Para um balanço, foi nosso convidado Eurico Reis, juiz desembargador e presidente do Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida, a entidade que autoriza os processos de gestação de substituição.

    Entrevista completa

  • Parlamento discute utilização de animais no circo
    2:01
  • Seis meses depois da tragédia de Pedrógão Grande
    5:55

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Assinalou-se este domingo meio ano desde que o país ficou em choque com o rasto de morte e destruição causado pelos incêndios florestais na região centro. A tragédia de Pedrogão Grande foi há precisamente seis meses. Enquanto segue a reconstrução no tempo possível e com o Natal à porta, a vida prossegue, mas não voltará a ser mesma.

  • A inédita entrevista do príncipe Harry a Barack Obama
    0:47

    Mundo

    Foi divulgado um vídeo pouco habitual em que aparece o príncipe Harry a entrevistar Barack Obama para um programa de rádio. A conversa foi gravada em setembro, durante um evento desportivo para militares com deficiência, e será transmitida na íntegra no dia 27 de dezembro.