sicnot

Perfil

Mundo

Rússia diz que ameaças nucleares norte-coreanas são inadmissíveis

A Rússia considerou hoje "totalmente inadmissíveis" as ameaças norte-coreanas de ataques nucleares preventivos contra a Coreia do Sul e Estados Unidos, e apelou de novo à "contenção" entre todas as partes.

© Maxim Shemetov / Reuters

"Consideramos totalmente inadmissíveis as declarações públicas (da Coreia do Norte) que ameaçam os seus adversários com ataques nucleares preventivos", declarou em comunicado o Ministério dos Negócios Estrangeiros russo.

"Pyongyang deve ter em consideração que, ao fazer isso, a Coreia do Norte de coloca em definitivo à margem da comunidade internacional e propicia uma base jurídica para o emprego da força militar contra ela", prossegue o comunicado.

Neste contexto, a Rússia exorta todas as partes a "manifestarem prudência e contenção" para impedir que a situação degenere em conflito armado na península coreana.

A Coreia do Norte ameaçou desencadear disparos nucleares "cegos" contra a Coreia do Sul e os Estados Unidos caso estes países mantenham as suas manobras militares conjuntas, previstas a partir de hoje.

As ameaças ocorrem alguns dias após a decisão do Conselho de Segurança da ONU em impor uma nova série de pesadas sanções à Coreia do Norte após os últimos ensaios nuclear e balístico efetuados pelo regime de Pyongyang.

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.