sicnot

Perfil

Mundo

Queriam saber como era matar

Luca Varani tinha 23 anos e foi morto na passada sexta-feira em Roma. Os autores confessaram o crime e alegaram que queriam saber como era matar alguém.

© STRINGER Italy / Reuters

A história do homicídio de Luca Varani está a chocar a Itália. Dois amigos foram detidos e confessaram o crime e o motivo que, mais do que surpreendente, é assustador: queriam saber como é matar alguém. As autoridades suspeitam que terão cometido o crime sob o efeito de álcool e cocaína.

Assim que a polícia entrou no apartamento de Manuel Foffo, amigo do senhorio da vítima, encontrou Varani com uma faca no peito, segundo conta o jornal italiano Corriere de la Sera. Marco Prato, o senhorio, é conhecido por organizar festas homossexuais em Roma e, ao que parece, terá atraído o jovem de 23 anos para o apartamento de Foffo na quinta-feira à noite.

Os dois suspeitos gastaram mais de 1.800 euros em drogas e depois enviaram uma mensagem a Luca Varani na qual lhe ofereciam 100 euros em troca de sexo. Foi desta forma que o jovem foi atraído ao apartamento onde terá sido atacado com um martelo que o deixou inconsciente e onde terá sido, depois, torturado durante a noite de quinta-feira e morto apenas no dia seguinte. Foi encontrado com a cara desfigurada e com marcas de ter sido atacado com um objeto cortante no pescoço.

Num interrogatório feito pela polícia, Manuel Foffo confessou que o crime ficou decidido antes da chegada de Varani. O homem admitiu "O Luca sofreu horrivelmente". Após cometerem o homicídio, os dois homens limparam o apartamento e passaram o resto do dia em casa. "Depois dormimos com o cadáver", concluiu.

Os dois suspeitos estão a ser acusados de homicídio com especial perversidade.

  • Debate quinzenal com o primeiro-ministro

    País

    A situação económica e financeira foi o tema escolhido pelo Governo, mas a polémica da descida da Taxa Social Única dominará certamente a discussão na Assembleia da República. Veja aqui em direto e participe no Minuto a Minuto Parlamento Global/SIC.

    Direto

  • MIT quer humanos a ajudar máquinas a decidir (quem morre)

    Mundo

    A "Máquina Moral" é uma plataforma online que recolhe a perspetiva humana em decisões que terão de ser tomadas por uma máquina. Por exemplo, quando um carro sem condutor se depara com o dilema do mal menor: em quem acertar - para evitar outros - num acidente de viação.

  • Daesh transforma drones em bombardeiros 

    Daesh

    As estratégias de combate do Daesh têm vindo a sofrer alterações, bem como a capacidade das forças militares iraquianas para confrontar e derrotar o inimigo. De acordo com o responsável do Exército dos EUA Brett Sylvia, comandante militar no Iraque, a tática mais recente desenvolvida pelo Daesh consiste em usar drones de uso comercial em pequenos bombardeiros, capazes de transportar e lançar granadas.