sicnot

Perfil

Mundo

Defensora do uso de armas baleada pelo filho de 4 anos

É caso para dizer que "saiu-lhe o tiro pela culatra". Uma mulher norte-americana, feroz defensora do direito ao uso e porte de armas, foi baleada nas costas, acidentalmente, pelo filho, de 4 anos. A mulher está hospitalizada e o seu estado de saúde é estável.

Fotografia tem gerado polémica nas redes sociais. Jamie Gilt aparece com o filho de quatro anos ao lado de uma arma

Fotografia tem gerado polémica nas redes sociais. Jamie Gilt aparece com o filho de quatro anos ao lado de uma arma

twitter.com/jamiegilt

Jamie Gilt, de 31 anos, é uma forte defensora do uso e porte de armas. Ficou conhecida por publicar, no Facebook, uma fotografia com o filho de 4 anos e uma arma.

A imagem, que muita tinta fez correr, nos Estados Unidos e não só, ganha agora outra dimensão.

O filho, que na fotografia da polémica aparece sentado ao colo da mãe, terá descoberto uma pistola semiautomática, no interior do carro, e disparou. A bala entrou no banco do condutor, atingiu a mulher nas costas e saiu pelo estômago, de acordo com a descrição das autoridades.

O acidente aconteceu no norte da Florida. A mulher ainda conseguiu pedir ajuda e ser encaminhada para o hospital de Gainesville.

De acordo com a polícia, a arma estaria no chão do carro e a criança não estava sentada de forma apropriada, ou seja não estaria presa.

Jamie Gilt pode agora ser acusada de negligência por deixar uma criança ter acesso a uma arma de fogo.
Na Florida ter uma carregada perto de crianças pode ser considerado um pequeno delito.

Recentemente, Jamie Gilt publicou, no Twitter, uma fotografia da mais recente aquisição: uma arma de calibre.45 dourada.

  • Frio no fim de semana, regiões do interior podem chegar aos -5 °C
    1:23

    País

    A Proteção Civil emitiu um alerta para o tempo frio e seco e pede cuidados redobrados. As temperaturas já começaram a descer, com regiões a registarem valores negativos. No interior, podem chegar aos 5 graus negativos. Até ao Natal o tempo vai manter-se frio, seco e com ausência de chuva.

  • Bombeiro ferido nos fogos de Pedrógão Grande regressou a casa
    2:33

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Seis meses depois dos incêndios de Pedrógão Grande, regressou a casa o último dos bombeiros de Castanheira de Pera que estava internado desde junho. Rui Rosinha esteve em coma mais de dois meses e tem ainda pela frente uma longa recuperação. O bombeiro não quer que o país esqueça o que aconteceu e espera que as duas tragédias deste ano (fogos de junho e outubro) sirvam de lição para o futuro.

  • PS volta a subir nas intenções de voto e não baixa dos 40%
    2:01
  • Marcelo evita "ideia de que o ano foi todo muito bom"
    3:14

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa disse esta sexta-feira que 2017 teve "o melhor e o pior" e que "é preciso evitar a "ideia que o ano foi todo muito bom". O Presidente da República fez estas declarações depois de António Costa ter dito que a nível económico este "foi um ano particularmente saboroso".