sicnot

Perfil

Mundo

Governo defende reconhecimento da Palestina no quadro da UE

O Governo português defende que o reconhecimento do Estado da Palestina deve ocorrer no quadro da União Europeia e defende que a resolução da questão palestiniana é essencial para "qualquer solução duradoura" no Médio Oriente.

© Ramzi Boudina / Reuters

A posição foi transmitida à Lusa pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, que já manifestou o apoio do Governo português à iniciativa do executivo francês de realizar uma conferência internacional para relançar o processo de paz no Médio Oriente.

No final de 2014, o parlamento português aprovou, com os votos do PS, PSD e CDS-PP, uma resolução que recomenda ao Governo o reconhecimento do Estado da Palestina, o que ainda não aconteceu.

"O parlamento português aprovou uma resolução que recomenda ao Governo português que, no momento que entender oportuno, proceda ao reconhecimento do Estado da Palestina. O Governo entende que o quadro em que essa questão deve ser posta é o quadro da União Europeia", referiu Santos Silva.

O chefe da diplomacia portuguesa considerou, por outro lado, que "a iniciativa francesa para uma conferência internacional que relance o processo de paz no Médio Oriente é a iniciativa mais oportuna no momento atual, porque permitirá recolocar na agenda uma questão, a questão palestiniana, que infelizmente tem estado na sombra por outras razões nos últimos tempos".

O executivo liderado por António Costa (PS) e apoiado no parlamento pelo PCP e Bloco de Esquerda tem "uma posição muito clara", que é "deste Governo como de governos anteriores", disse Santos Silva.

"Nós entendemos que não só a resolução da questão palestiniana é uma condição necessária para qualquer solução duradoura no Médio Oriente em geral, como entendemos que não há alternativa a que essa solução seja a solução de dois Estados que se respeitem integralmente um ao outro", sustentou.

O ministro lamentou que o conflito israelo-palestiniano tenha "cedido, sob os holofotes da opinião pública, perante outros conflitos, designadamente na Síria".

"Mas não devemos deixar de prestar atenção à questão israelo-palestiniana", salientou.

A França não reconhecerá automaticamente um Estado palestiniano se a sua iniciativa para relançar o processo de paz com Israel fracassar, garantiu esta quarta-feira no Cairo o chefe da diplomacia francesa, Jean-Marc Ayrault.

No final de janeiro, o seu antecessor, Laurent Fabius, provocou uma forte reação do Estado hebreu, ao propor a realização de uma conferência internacional para relançar um processo de paz que está parado, acrescentando que, se tal fracassasse, Paris reconheceria o Estado palestiniano.

O ministro dos Negócios Estrangeiros francês encontrava-se em visita oficial ao Egito, onde pretendia relançar a iniciativa de paz entre Israel e a Autoridade Palestiniana, com o objetivo principal de convocar uma conferência internacional "até ao verão", como tinha já anunciado Fabius, a 29 de janeiro.

Lusa

  • Tecnologia e inovação levam Moedas a Israel e Palestina
    4:50

    SIC Europa

    O responsável pela área da Ciência na União Europeia, Carlos Moedas, esteve de visita a Israel e à Palestina. Israel já participou em 3 mil e 200 projectos europeus e é um destacado colaborador no campo cientifico. Em Ramallah, Moedas convidou o governo palestiniano a aumentar a participação no programa Horizonte 2020. O correspondente da SIC Henrique Cymerman acompanhou essa visita.

  • Grécia vai reconhecer o Estado palestiniano

    Mundo

    A Grécia vai reconhecer o Estado palestiniano numa votação que decorrerá na terça-feira no Parlamento na presença do presidente da Palestina, Mahmud Abbas, que inicia hoje uma visita a Atenas, disse à AFP fonte governamental.

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartido de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • "Avançámos em primeiro lugar com incentivos às empresas"
    18:07

    Economia

    O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar do que pode ser feito depois da tragédia dos incêndios que assolou o país na última semana. O governante diz que já avançou com incentivos às empresas afetadas e que neste momento o mais importante é preservar a segurança das pessoas.

    Entrevista SIC Notícias

  • Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado debates com as bases do PSD
    0:40

    País

    Pedro Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado a realização de debates com as bases do partido. Fernando Negrão, responsável pela candidatura de Santana Lopes à presidência do PSD, já tinha advertido em comunicado que a posição de Rui Rio poderia também inviabilizar quaisquer outros frente a frente, incluindo os organizados pela comunicação social. Santana Lopes está na Guarda, no primeiro jantar com apoiantes desde que anunciou a candidatura.

  • Gémeas correm risco de vida se não saírem de Gaza

    Mundo

    Duas irmãs gémeas siamesas correm risco de vida enquanto permanecerem em Gaza. Quem diz é o médico Alam Abu Hamba, do Hospital de Shifra, que garante que "situação complicada" das meninas não pode ser tratada por médicos no território costeiro, atulamente bloqueado pelo Egito e por Israel. Abu Hamba espera que o casal de gémeas possa ser transferido para fora da separação.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC