sicnot

Perfil

Mundo

Terá esta imagem os dias contados?

Uma equipa de cientistas japoneses descobriu uma bactéria capaz de comer o plástico usado nas garrafas descartáveis. A investigação pode abrir as portas a novos métodos para tratar o plástico que abunda no mundo.

Um homem recolhe lixo das águas do rio Citarum em Java, Indonésia, junho 2007

Um homem recolhe lixo das águas do rio Citarum em Java, Indonésia, junho 2007

© Crack Palinggi / Reuters

Lixo na praia na cidade do Panamá em, 2013

Lixo na praia na cidade do Panamá em, 2013

© Carlos Jasso / Reuters

Um homem recolhe lixo das águas do rio Citarum em Java, Indonésia, junho 2007

Um homem recolhe lixo das águas do rio Citarum em Java, Indonésia, junho 2007

© Dadang Tri / Reuters

Rapaz recolhe plástico do mar para vender em Jakarta, 2007

Rapaz recolhe plástico do mar para vender em Jakarta, 2007

© Beawiharta Beawiharta / Reute

Chama-se Indeonella Sakainesis. É uma bactéria que come plástico e promete ser uma ajuda de peso no combate à poluição dos oceanos.

Foi descoberta por um grupo de cientistas do Instituto de Tecnologia de Quioto e da Universidade de Keio e publicada, ontem, pela revista Science.

A bactéria foi detetada em alguns locais de reciclagem de plásticos. Usa enzimas que transformam as garrafas em comida.

Os investigadores descobriram ainda que estes micro-organismos demoraram seis semanas a digerir completamente uma fina película de PET de baixa qualidade, se a temperatura se mantiver estável no 30º centigrados.

O desafio é encontrar uma fórmula para, artificialmente, acelerar este processo e permitir uma "reciclagem" mais eficiente.

O plástico das garrafas é conhecido como Politereftalato de Etileno, ou PET, que também pode sre encontrado em roupa de polyester, embalagem de comida congelada e embalagens blister.

Por ser um material leve, incolor e resistente tem vantagens para a indústria mas tem um lado negro: o processo de biodegradação é extremamente lento.

Agora há esperança. Podem estar a caminho novos métodos para tratar os mais de 50 milhões de toneladas de plástico fabricado pelo homem e outras tantas que flutuam nos oceanos.

Em 2014, um estudo revelava que havia mais de 268 mil toneladas de plástico a boiar no planeta.

  • 6 polícias feridos e 4 detidos em manifestação pela morte de português em Londres
    1:29

    Mundo

    A manifestação começou ainda durante a tarde deste domingo, na capital britânica e culminou em violência, com 6 polícias feridos, 4 pessoas detidas e a evacuação de uma das principais estações de transportes da zona leste da Londres. Os manifestantes acusam a polícia britânica de agressão na noite de 15 de junho, quando um português, de 25 anos, foi mandado parar pela polícia. O jovem acabou por morrer no hospital 5 dias depois.

  • Novo avião da TAP a lembrar o passado
    1:32
  • Avião cruza-se com drone a 900 metros de altitude
    2:01

    País

    Um avião da TAP voltou a cruzar-se este domingo com um drone, enquanto se preparava para aterrar no aeroporto de Lisboa. A aproximação deu-se a 900 metros de altitude e passou muito perto da asa da aeronave. Este é o 10.º incidente com drones este ano e o 6.º este mês.

  • Os russos adoram Portugal
    2:48

    Taça das Confederações

    Os portugueses que foram à Rússia para a Taça das Confederações ficaram surpreendidos pela forma calorosa com que todos foram recebidos. Cristiano Ronaldo é o grande responsável por esta paixão pelo nosso país.

    Enviados SIC

  • Naufrágio na Colômbia registado em vídeo
    2:11

    Mundo

    Um barco de turismo naufragou na Colômbia, ontem à tarde. A bordo estavam cerca de 170 passageiros. Há pelo menos seis mortos confirmados e 28 pessoas continuam desaparecidas. O barco afundou-se ao largo de uma barragem, perante o olhar incrédulo de dezenas de pessoas.

  • O último adeus a Miguel Beleza

    País

    O velório do economista e ex-ministro das Finanças realiza-se esta segunda-feira na Igreja do Campo Grande, em Lisboa, a partir das 18h00.