sicnot

Perfil

Mundo

Brasil em protesto contra Dilma Rousseff

Brasil em protesto contra Dilma Rousseff

Dilma Roussef teve hoje nas ruas do país um sinal claro do descontentamento dos brasileiros. Um milhão de pessoas manifestaram-se em várias cidades e pediram a demissão da presidente.

  • Dilma Rousseff recusa demitir-se
    2:05

    Crise no Brasil

    A presidente brasileira recusa demitir-se. Apesar da crise política provocada pelo escândalo "Lava Jato", Dilma Rousseff garante que vai cumprir o mandato até ao fim e considera uma injustiça o pedido de prisão preventiva contra Lula da Silva.

  • Mais de um milhão de pessoas exigem demissão de Dilma Rousseff

    Mundo

    Para hoje estão marcadas, nas principais cidades do Brasil, dezenas de manifestações. A oposição exige a saída de Dilma da Presidência na sequência dos casos de corrupção ligados ao PT. Em causa está a chamada "Operação Lava Jato" que já implicou a detenção do ex-Presidente Lula da Silva. São esperadas mais de um milhão de pessoas nas ruas, o Movimento Brasil Livre e o Vem Pra Rua, movimentos responsáveis por organizar o protesto, acreditam que será a maior manifestação de sempre contra o Governo de Dilma Rousseff.

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.