sicnot

Perfil

Mundo

Militares dos EUA envolvidos em ataque a hospital no Afeganistão vão ser punidos

Os militares norte-americanos envolvidos no ataque aéreo contra um hospital dos Médicos Sem Fronteiras no Afeganistão vão ser punidos, afirmaram hoje responsáveis da Defesa dos Estados Unidos.

© Reuters Photographer / Reuter

A 03 de outubro um ataque aéreo a um hospital daquela organização não-governamental, durante uma ofensiva contra os talibãs a norte na cidade de Kunduz, provocou a morte a 42 pessoas e obrigou ao encerramento daquela unidade.

Os militares dos Estados Unidos realizaram uma investigação, que concluiu que houve erro humano.

"Posso dizer-vos que as pessoas associadas ao incidente foram suspensas das suas funções e sujeitas a sanções administrativas", disse o coronel Patrick Ryder, porta-voz do comando central dos Estados Unidos.

Em novembro, os Estados Unidos admitiram que o bombardeamento ao hospital ocorreu devido a um erro humano "trágico" e que os militares responsáveis tinham sido suspensos.

O erro humano foi provocado por falhas no sistema e procedimentos de atuação, ou seja, os militares responsáveis pelo ataque não tomaram as medidas apropriadas para verificar se o alvo era um objetivo militar legítimo.

Lusa

  • "A vitória de Bruno de Carvalho pode ser uma vitória de Pirro"
    1:01
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    As eleições para a presidência do Sporting realizam-se no próximo sábado e os comentadores d'O Dia Seguinte avaliaram já as hipóteses de vitória dos candidatos. Rui Gomes da Silva considera que a gravação que implicava José Maria Ricciardi não vai influenciar a decisão de voto. Já Paulo Farinha Alves acredita que Bruno de Carvalho vai vencer a eleição. Contudo José Guilherme Aguiar avisa as eleições podem não trazer estabilidade ao Sporting.

  • SIC revela relatório que provava falência do GES
    2:06
  • Sócrates acusa Cavaco de conspiração
    0:57
  • Vulcão Etna em erupção
    1:34
  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22
  • Como a maioria de Esquerda gere as votações
    2:15

    País

    A gestão entre os partidos é feita diariamente mas nem sempre PCP e Bloco de Esquerda têm votado ao lado do Governo. A SIC ouviu um politólogo, que diz que o objetivo é cada um salientar as diferenças que os separam do PS. No entanto, também há exemplos que provam que nenhum dos partidos quer pôr em causa a estabilidade política.