sicnot

Perfil

Mundo

Detidas 46 pessoas na Sérvia por corrupção, incluindo 16 polícias

A polícia sérvia deteve hoje 46 pessoas, incluindo 16 polícias, suspeitas de corrupção e de diversos géneros de fraudes, numa ação desencadeada a um mês de eleições legislativas antecipadas.

© Hazir Reka / Reuters

Esta foi a mais recente de um conjunto de operações de envergadura desencadeadas para combater a corrupção, e quando o Governo tem sido criticado por ter falhado na prisão dos "peixes graúdos".

"Vamos demonstrar que a corrupção neste país não compensa", declarou aos 'media' o ministro do Interior, Nebojsa Stefanovic, ao anunciar os resultados da operação desencadeada em diversas regiões do país.

O ministro precisou que as acusações de fraudes que recaem sobre os suspeitos incluem o não pagamento de multas de circulação automóvel, avaliadas em cerca de sete milhões de euros que prejudicaram os cofres do Estado.

Os polícias detidos são suspeitos de terem exigido e recebido, nas ruas de Belgrado, subornos num montante total de 24.000 euros.

Responsáveis pelo Fundo de reforma nacional, magistrados, e ainda responsáveis pela aquisição de bens públicos também foram detidos, acrescentou Stefanovic.

Numa outra operação conduzida em dezembro, 79 pessoas foram detidas, incluindo um antigo ministro, empresários e antigos líderes municipais.

A Sérvia convocou legislativas antecipadas para 24 de abril. O atual Governo de coligação, liderado pelos conservadores do Partido Progressista Sérvio (SNS) garantir um novo mandato, dois anos antes das eleições previstas para 2018, com o argumento de pretender aplicar as reformas necessárias e conduzir o país "à porta da União Europeia" na sequência do início das conversações de adesão.

O primeiro-ministro Aleksandar Vucic, acusado pela opositor de uma tentativa de reforço do seu poder, elegeu o combate à corrupção como uma das prioridades do seu governo.

Lusa

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.

  • "Estar na Web Summit foi dizer em empreendedorês: estamos vivos, estamos aqui!"

    Web Summit

    No seguimento da entrevista à blogger Sara Riobom, que conhecemos durante a WebSummit, trazemos a história de outro jovem português (que não trabalha sozinho) que esteve no evento, em Lisboa, a promover a sua startup. Quis o acaso e as peripécias do direto e do destino que acabasse por receber um visitante ilustre e especial no seu stand: nada mais nada menos do que o primeiro-ministro, António Costa. Recentemente estiveram no Shark Tank, onde conseguiram captar a atenção de um dos “tubarões” do programa da SIC. Mas o que queremos saber é…

    Martim Mariano