sicnot

Perfil

Mundo

ONU diz que testes com mísseis da Coreia do Norte são violação flagrante

Os testes de mísseis da Coreia do Norte são uma violação "flagrante" das resoluções da ONU, que proíbem tais lançamentos, disse hoje o enviado norte-americano, antes das conversações urgentes no Conselho de Segurança.

 A Coreia do Norte assegura que o lançamento que fez hoje de um foguete de longo alcance foi bem sucedido e que colocou em órbitra um satélite espacial de observação terrestre.

A Coreia do Norte assegura que o lançamento que fez hoje de um foguete de longo alcance foi bem sucedido e que colocou em órbitra um satélite espacial de observação terrestre.

© KCNA KCNA / Reuters

A Coreia do Norte realizou na quinta-feira à noite dois lançamentos de mísseis que estavam "proibidos" pelas resoluções das Nações Unidas.

Os testes vão levar as Nações Unidas a realizar consultas urgentes para discutir a "provocação", disse a embaixadora norte-americana Samantha Power, acrescentando que a ação é um desafio claro de Pyongyang ao Conselho de Segurança.

Há duas semanas, o Conselho de Segurança impôs as sanções mais fortes (até à data) à Coreia do Norte, depois do quarto teste nuclear realizado e de um lançamento de um 'rocket', que foi visto como um teste de míssil balístico disfarçado.

"Esperamos que o Conselho de Segurança esteja unido para dizer à Coreia do Norte para alterar a sua política imediatamente", disse o embaixador da ONU no Japão Motohide Yoshikawa, acrescentando que o último lançamento foi "muito, muito inapropriado".

O secretário-geral das Nações Unidas (Ban Ki-moon) classificou o disparo dos dois mísseis como "profundamente perturbador", defendendo que Pyongyang tem de acabar urgentemente com "estas ações inflamatórias".

Ban Ki-moon apelou ainda à Coreia do Norte para começar a cumprir as resoluções da ONU que impedem o país de desenvolver tecnologia de mísseis.

Lusa

  • 2,1%. As reações ao défice de 2016

    Economia

    O défice orçamental ficou mesmo nos 2,1% do PIB. Os partidos já reagiram àquele que é o valor mais baixo em democracia.

  • Comboios Alfa vão ter bancos com tomadas elétricas e wi-fi
    2:06
  • Novas imagens dos momentos após Khalid Masood ter embatido no muro do Parlamento britânico
    1:35
  • Nus e acorrentados em frente a Auschwitz

    Mundo

    Catorze pessoas com idades entre os 20 e os 27 anos despiram-se e acorrentaram-se em frente ao portão de Auschwitz, antigo campo de concetração nazi na Polónia, depois de terem degolado um carneiro. Ninguém sabe ainda porquê.

  • A coleção de gerigonças de Ana Catarina Mendes
    1:51
  • Parlamento português pede demissão de Dijsselbloem

    País

    A Assembleia da República foi hoje unânime na condenação das polémicas declarações do presidente do Eurogrupo, mas recusou um ponto pela rejeição de diversos compromissos com a União Europeia (UE) exigida pelo PCP.

  • Probido fumar na praia? Não-fumadores aplaudem ideia
    1:33
  • Viaduto de Alcântara condicionado
    1:36

    País

    O viaduto de Alcântara, em Lisboa, continua com o trânsito condicionado mas apenas sobre o tabuleiro e no sentido Alcântara Terra - Alcântara Mar. A circulação só será reposta depois de uma nova vistoria, ainda sem data marcada.

  • Como se resolve a falta de espaço numa cidade chinesa?
    1:07