sicnot

Perfil

Mundo

Tropa de choque brasileira acionada para retirar manifestantes anti-Dilma

A tropa de choque foi acionada esta manhã para retirar um grupo de manifestantes anti-Governo da Avenida Paulista, em São Paulo, usando jatos de água e bombas de gás lacrimogéneo.

Por volta das 8:30 horas (11:30 em Lisboa), um coronel da Polícia Militar avisou aos manifestantes pró-impugnação de Dilma Rousseff de que a tropa entraria em ação em 15 minutos e o movimento policial ocorreu pouco depois das 9:00, segundo o portal UOL.

De acordo com o mesmo site, houve também confrontos entre a polícia e as pessoas que protestavam.

Há perto de 40 horas na principal avenida de São Paulo, os manifestantes não queriam abandonar o local, desejando ali ficar para pedir a renúncia da Presidente Dilma Rousseff.

Contudo, para esta tarde estão marcadas manifestações em vários pontos do país em defesa do ex-chefe de Estado Lula da Silva.

Em São Paulo, a manifestação contará com a participação do próprio Lula da Silva, de acordo com a Central Única de Trabalhadores, que apoia as manifestações.

Lula da Silva está a ser investigado no caso de corrupção na petrolífera estatal Petrobras, tendo sido acusado formalmente de crimes de branqueamento de dinheiro e falsificação de documentos.

Com a nomeação para ministro da Presidência, o ex-Presidente brasileiro passa a gozar de alguma imunidade jurídica, com as investigações a poderem apenas ser conduzidas pelo Supremo Tribunal.

Uma decisão judicial determinou quinta-feira a suspensão cautelar da sua nomeação, mas, mais tarde, a decisão foi anulada por outra instância.

O ex-Presidente ainda não pode, porém, exercer as funções do cargo porque, entretanto, uma juíza do Rio de Janeiro aceitou outro pedido apresentado para anular a sua nomeação.

Lusa

  • Noite de protestos contra tomada de posse de Lula
    2:45

    Crise no Brasil

    Durante a noite, pelo menos 24 estados brasileiros protestaram contra Dilma Rousseff e a tomada de posse de Lula da Silva. Em São Paulo, os manifestantes acamparam na Avenida Paulista e bloquearam a via por mais de 24 horas. Junto ao Congresso em Brasília, onde protestaram mais de oito mil pessoas, ficaram feridas três e foram detidas outras três nos confrontos entre manifestantes e a polícia. A justiça brasileira anulou a decisão anunciada ontem à tarde de suspender a nomeação de Lula da Silva para o cargo de ministro-chefe da Casa Civil.

  • Prisão preventiva para homicida de Barcelos
    1:43

    País

    O alegado homicida de Barcelos vai ficar em prisão preventiva, por quatro crimes de homicídio. Adelino Briote foi ouvido este sábado de manhã no Tribunal de Braga, depois de na sexta-feira ter alegadamente degolado quatro pessoas na freguesia de Tamel, em Barcelos.

  • Homem suspeito de matar a mulher em Esmoriz

    País

    Um homem é suspeito de ter esfaqueado este sábado mortalmente a mulher em Esmoriz, concelho de Ovar, num contexto de violência doméstica, disse à agência Lusa fonte da Guarda Nacional Republicana (GNR).

  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.