sicnot

Perfil

Mundo

Conselho Nacional de Segurança da Bélgica mantém nível de alerta terrorista

O conselho de segurança belga decidiu manter o alerta terrorista no nível três, numa escala de quatro, depois da detenção, na sexta-feira, do homem mais procurado desde os atentados de novembro em Paris, Salah Abdeslam.

STEPHANIE LECOCQ

A decisão foi anunciada pelo primeiro-ministro belga, Charles Michel, após uma reunião em que os ministros do Interior, Jan Jambon, dos Negócios Estrangeiros, Didier Reynders, da Justiça, Koen Geens, e da Defesa, Steven Vandeput, e responsáveis policiais e da luta contra o terrorismo avaliaram a situação de segurança.

O nível de alerta três, que se traduz numa avaliação de "ameaça possível e credível", foi ativado na Bélgica depois dos atentados de 13 de novembro em Paris.

Salah Abdeslam, francês residente em Bruxelas e considerado pelas autoridades decisivo na logística dos ataques de Paris, foi detido na sexta-feira no bairro de Molenbeek, em Bruxelas, depois de mais de quatro meses em fuga.

Além de Abdeslam, de 26 anos, quatro outros suspeitos foram detidos.

Os atentados de Paris, reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico, fizeram 130 mortos e mais de 300 feridos.

Lusa

  • Salah Abdeslam teve alta do hospital belga

    Ataques em Paris

    O principal suspeito dos atentados de Paris detido em Bruxelas, Salah Abdeslam, saiu hoje de manhã do hospital Saint-Pierre. As autoridades não adiantaram o destino daquele que era o homem mais procurado da Europa e que foi ferido e capturado ontem, num raide da polícia belga no bairro de Molenbeek, em Bruxelas.

  • Molenbeek esteve na mira da autoridades desde os atentados
    1:05

    Mundo

    Depois dos atentados de novembro em Paris, o bairro de Molenbeek, em Bruxelas, foi alvo de várias operações antiterroristas. As autoridades acreditam que muitos jovens terão saído do bairro rumo à Síria. Molenbeek já chegou mesmo a ser chamado de "ninho de terroristas".

  • Terrorista mais procurado da Europa foi capturado
    2:05

    Mundo

    O terrorista mais procurado da Europa, Salah Abdeslam, foi capturado no bairro de Molenbeek, esta tarde, em Bruxelas. O homem é suspeito dos atentados de novembro em Paris. Abdeslam estava em fuga há quatro meses e não terá saído da Bélgica durante esse período de tempo.

  • GNR só teve acesso às imagens das agressões em Alcochete 12 horas depois
    1:42

    Crise no Sporting

    A GNR não pôde visionar as imagens de videovigilância da Academia de Alcochete logo que chegou ao local. O sistema estava inoperacional, o que fez com que as imagens só fossem entregues quase 12 horas depois do ataque à equipa do Sporting. Entre as provas recolhidas, estão também impressões digitais e vestígios de sangue encontrados na zona do balneário.

  • Juiz considera que agressões em Alcochete foram "ato terrorista"
    1:59

    Crise no Sporting

    O juiz que decretou a prisão preventiva dos 23 detidos pelo ataque à Academia do Sporting considera que se tratou de um ato terrorista. Diz mesmo que os agressores tiveram um comportamento chocante e que perverte o espírito desportivo. Sete dos 23 detidos já foram condenados por outros crimes, mas não chegaram a pena de prisão.

  • Gonçalo Guedes: o menino franzino que jogava mais que os outros em Benavente
    8:47
  • A promessa que João Mário vai ter de cumprir se Portugal for campeão
    1:36
  • Aprovadas mudanças no acesso ao ensino superior

    País

    O Governo aprovou esta quinta-feira o decreto-lei que estabelece o currículo dos ensinos básico e secundário, bem como os princípios orientadores da avaliação, voltando a nota de Educação Física a contar para a média de acesso ao ensino superior. No caso dos alunos do ensino profissional, são eliminados requisitos considerados discriminatórios no acesso ao ensino superior.

  • Universidade de Coimbra não retira Honoris Causa a Lula
    3:30
  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC