sicnot

Perfil

Mundo

Ex-ditador tunisino Ben Ali condenado a mais 10 anos de prisão

O presidente tunisino deposto Zine El Abidine Ben Ali, no exílio na Arábia Saudita desde 2011, foi condenado novamente como contumaz, desta vez a 10 anos de prisão por "abuso de poder", afirmou o porta-voz do tribunal.

© Jamal Saidi / Reuters

O ex-ditador foi condenado em vários processos nos últimos cinco anos, sobretudo por corrupção. Ele também foi condenado a prisão perpétua pela sangrenta repressão de protestos durante a revolução (338 mortes).

O tribunal de primeira instância de Tunes condenou Ben Ali na quinta-feira numa outra sentença de 10 anos de prisão por ter considerado que "usou a sua qualidade [de presidente] para conceder vantagens injustificadas, causando prejuízo para a Administração" num caso relacionado com uma agência de publicidade, disse à AFP o porta-voz da barra do tribunal Kamel Barbouche, confirmando informações da imprensa, sem acrescentar outros detalhes.

Ben Ali, que vive discretamente em Jeddah, na Arábia Saudita, governou a Tunísia com mão de ferro durante 23 anos (1987-2011).

Lusa

  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22