sicnot

Perfil

Mundo

Ex-ditador tunisino Ben Ali condenado a mais 10 anos de prisão

O presidente tunisino deposto Zine El Abidine Ben Ali, no exílio na Arábia Saudita desde 2011, foi condenado novamente como contumaz, desta vez a 10 anos de prisão por "abuso de poder", afirmou o porta-voz do tribunal.

© Jamal Saidi / Reuters

O ex-ditador foi condenado em vários processos nos últimos cinco anos, sobretudo por corrupção. Ele também foi condenado a prisão perpétua pela sangrenta repressão de protestos durante a revolução (338 mortes).

O tribunal de primeira instância de Tunes condenou Ben Ali na quinta-feira numa outra sentença de 10 anos de prisão por ter considerado que "usou a sua qualidade [de presidente] para conceder vantagens injustificadas, causando prejuízo para a Administração" num caso relacionado com uma agência de publicidade, disse à AFP o porta-voz da barra do tribunal Kamel Barbouche, confirmando informações da imprensa, sem acrescentar outros detalhes.

Ben Ali, que vive discretamente em Jeddah, na Arábia Saudita, governou a Tunísia com mão de ferro durante 23 anos (1987-2011).

Lusa

  • O mais sério aviso de Marcelo Rebelo de Sousa ao Governo
    3:15
  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • O sorriso de Jorge Jesus quando soube que o símbolo da Juventus mudou
    1:21

    Desporto

    A Juventus surpreendeu grande parte do mundo do futebol quando alterou completamente o emblema. Agora, o símbolo faz lembrar as iniciais do nome do treinador do Sporting. Jorge Jesus não sabia, mas ficou esta terça-feira a saber e parece ter gostado. O técnico de Alvalade regressa quarta-feira ao estádio da equipa italiana, que conhece muito bem.