sicnot

Perfil

Mundo

FlyDubay vai indemnizar com 17,7 mil € cada família das vítimas

A FlyDubai anunciou hoje que vai indemnizar com 20 mil dólares cada família dos 62 passageiros que morreram na madrugada de sábado na queda do Boeing da companhia aérea em Rostov-on-Don, no sul da Rússia.

Um memorial improvisado às vítimas do voo FZ981, junto ao aeroporto de Rostov-on-Don

Um memorial improvisado às vítimas do voo FZ981, junto ao aeroporto de Rostov-on-Don

© Maxim Shemetov / Reuters

De acordo com a nota, esta compensação financeira, de cerca de 17,7 mil euros, destina-se a satisfazer as necessidades económicas urgentes dos familiares das vítimas, refere a companhia, em comunicado.

"A nossa preocupação está em contactar com as famílias que perderam os seus entes queridos neste triste acidente", acrescenta a nota da FlyDubai.

Um Boeing 738 da FlyDubai despenhou-se na madrugada de sábado, às 00:50 em Lisboa, a uns 250 metros da pista de aterragem em Rostov-on-Don, no sul da Rússia, causando a morte de 62 passageiros.

As equipas russas de resgate já localizaram 183 fragmentos dos corpos das vítimas no local da tragédia e os trabalhos de busca continuam num território de dez hectares, informou a meios russos um porta-voz do ministério russo de Situações de Emergência.

A força com que se precipitou contra o solo o Boeing da companhia dos Emirados Árabes e a explosão que se seguiu ao choque desfez em pedaços o aparelho e espalhou os seus restos num raio de um quilómetro à volta do epicentro do sinistro.

O avião caiu bruscamente sobre o aeroporto da cidade de Rostov-on-Don depois de passar duas horas e meia às voltas sobre a cidade do sul da Rússia à espera que as péssimas condições meteorológicas permitissem a aterragem.

O presidente executivo da FlyDubai, Gaiz al-Gaiz, assegurou que tanto o piloto, de nacionalidade cipriota, como o copiloto reuniam uma avultada experiência com mais de 5.700 horas de voo cada.

A maioria dos passageiros falecidos era russa, praticamente todos da região de Rostov-on-Don, que tinham viajado aos Emirados Árabes em turismo.

Lusa

  • Morreu o vocalista da banda Linkin Park

    Cultura

    Um dos vocalistas da banda de metal alternativo Linkin Park, Chester Bennington, morreu, em casa, numa cidade do condado de Los Angeles, aos 41 anos. Chester Bennington ter-se-á suicidado, de acordo com a plataforma TMZ. O músico juntou-se aos Linkin Park em 1999, três anos após a formação da banda, que editou o seu álbum de estreia, "Hybrid Theory", em 2000. O disco, do qual fazem parte temas como "In the End", "Crawling" e "One Step Closer", vendeu dez milhões de cópias só nos Estados Unidos.

  • O perfil do novo herói do surf português
    3:43
  • "Temos de melhorar o sistema de prevenção e combate dos incêndios"
    18:07

    País

    O ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias, desta quinta-feira. Em análise esteve o chumbo do PCP na criação de um banco nacional de terras, a reforma da floresta em Portugal, as falhas no sistema de comunicação do SIRESP, a lei da rolha nos bombeiros, a seca no país e ainda a pesca da sardinha, que poderá vir a ser proibida durante 15 anos. 

    Entrevista SIC Notícias

  • CGTP acusa PT de ilegalidades no dia da greve
    0:46

    Economia

    A CGTP pede a intervenção do Governo na PT. Esta quinta-feira, na SIC Notícias, Arménio Carlos acusou a empresa de estar a cometer mais uma ilegalidade, ao ter requisitado trabalhadores para cumprir serviços mínimos uma semana antes do permitido por lei.

  • Altice responde a António Costa
    1:33

    Economia

    A Altice respondeu ao Governo, na sequência das críticas de António Costa, lamentando que Portugal não reconheça a importância dos investimentos que o grupo faz no país. A dona da PT inaugurou esta quinta-feira um novo call center em Vieira do Minho e, na sexta-feira, está marcada uma greve geral dos trabalhadores da PT.

  • Protesto dos enfermeiros é "ilegal"
    2:37
  • O que resta do navio de salvamento mais famoso de Portugal?
    15:26

    Aqui há História

    Os baixios da barra do Tejo já foram cemitério de centenas de embarcações. Uma delas foi o Patrão Lopes, o navio de salvamento que saía para o mar quando todos fugiam das tempestades. Foram cinco dias em agonia até naufragar no Bugio, num caso que acabou na barra do tribunal. 80 anos depois, a SIC mergulhou no Patrão Lopes porque "Aqui Há História".

  • Sismo de magnitude 6.9 na Turquia

    Mundo

    Um forte sismo com magnitude 6.9 na escala de Richter fez-se sentir esta quinta-feira a sul da cidade turca de Bodrum. A informação foi avançada pela agência norte-americana de Geologia.