sicnot

Perfil

Mundo

Ministro do Interior francês transmite pêsames às famílias vítimas do acidente

O ministro do Interior francês transmitiu hoje os pêsames às famílias dos 12 portugueses que morreram num acidente de viação em França, na noite de quinta-feira, assegurando ainda que a investigação "lançará luz sobre todas as circunstâncias" do acidente.

Num comunicado, o ministro Bernard Cazeneuve anunciou que foi aberto uma investigação, sob o comando da "gendarmarie" (força policial militarizada), para elucidar "as circunstâncias exatas da tragédia", em que outras três pessoas ficaram feridas.

O secretário de Estado dos Transportes, Alain Vidalies, expressou sua "viva emoção" e ofereceu aos familiares e amigos das vítimas "todo o seu apoio nessa terrível prova".

As autoridades de Montbeugny, localidade no centro da França onde aconteceu o acidente, manifestaram igualmente o seu pesar.

"É dramática uma catástrofe assim", declarou o presidente do conselho geral do departamento de Allier, Gérard Deriot, ao diário local La Montagne.

Familiares e amigos contam com um número verde para receber informações (00 33 811 00 06 03) e uma sala que está a funcionar como câmara ardente instalada em Montbeugny.

Uma menina de sete anos está entre os doze portugueses que morreram num acidente rodoviário em França, na noite de quinta-feira, de acordo com o Consulado de Portugal em Paris.

"São doze mortos, em princípio, com idades entre os sete e 63 anos", disse a mesma fonte consular, acrescentando que "11 dos portugueses já foram identificados e são todos residentes na Suíça".

As vítimas morreram na sequência um choque frontal entre a carrinha em que seguiam e um veículo pesado, onde estavam dois condutores italianos que sobreviveram. A carrinha desviou-se para a faixa contrária e colidiu de frente com o camião.

O veículo em que seguiam os portugueses saiu da Suíça (Lausanne) por volta das 21:00 de quinta-feira e teria como destino Portugal. O acidente ocorreu por volta das 23:45 na estrada nacional 79, perto de Lyon, na localidade de Montbegny, Moulins, no departamento de Allier, no centro de França, adiantou a mesma fonte

O acidente aconteceu na estrada nacional 79, a Estrada Centro-Europa Atlântico (RECEA), considerada uma das quatro estradas mais perigosas da França, em particular nessa zona de Allier, na região de Auvergne.

Lusa