sicnot

Perfil

Mundo

Atentado suicida na cidade paquistanesa de Lahore mata 63 pessoas

Pelo menos 63 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas numa explosão hoje ocorrida em Lahore, a segunda maior cidade do Paquistão, segundo fontes locais.

© Mohsin Raza / Reuters

Fontes citadas pela agência noticiosa espanhola EFE referem pelo menos 63 mortos e 290 feridos.

O último balanço dava conta de 56 mortos e 200 feridos.

"Um suicida fez explodir as bombas que transportava no parque Gulshan-e-Iqbal, perto de uma zona infantil, por volta das 19:00 locais (15:00 de Lisboa)", disse um porta-voz da polícia local, Mohamed Salim.

Um porta-voz dos serviços de socorro de Lahore, Jam Sajjad, explicou, também em declarações à EFE, que o parque Gulshan-e-Iqbal tem uma área muito grande, com uma zona de atividades para crianças, e que na altura da explosão estava cheio de famílias que ali passavam o fim da tarde.

O governo da província de Punjab, em que Lahore (a segunda maior cidade do Paquistão) é a capital, informou na sua conta na rede social Twitter que declarou o estado de emergência em todos os hospitais da cidade e que decretou três dias de luto oficial.

Um alto responsável administrativo de Lahore, Muhammad Usman, afirmou, em declarações à agência noticiosa francesa AFP, que soldados foram destacados para o local.

"Pedimos a ajuda do exército. Os militares estão no local e estão a ajudar nas operações de socorro e na segurança", disse o responsável.

Lusa

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19