sicnot

Perfil

Mundo

Sanders apela ao fim das deportações e separação de famílias imigrantes

O aspirante a candidato do Partido Democrata nas eleições presidenciais dos EUA Bernie Sanders pediu hoje ao Governo de Barack Obama para acabar com as deportações e separações de crianças e famílias de imigrantes clandestinos.

© Mark Kauzlarich / Reuters

"Os Estados Unidos foram sempre um símbolo de liberdade para aqueles que fogem da violência e perseguição. Os ataques que separam as nossas famílias não representam a nossa essência", disse Sanders em comunicado.

O senador do Vermont disse que a deportação "pode chegar a ser uma sentença de morte para menores de idade, pais de família e requerentes de asilo que são detidos".

"Pedir que crianças de três anos de idade se representem a si mesmos legalmente em audiências de imigração é uma perda vergonhosa de justiça e não devemos permitir que continue. As famílias merecem um tratamento justo e a nossa compaixão, e não um processo concebido para expô-los ao perigo", afirmou.

Sanders deu como exemplo a possível deportação de Wildin Acosta, um jovem adolescente que escapou das Honduras depois de ter sido ameaçado de morte por um gangue, e a deportação pendente de Ladislao Padilla Ochoa, "um pai de família que viveu no Tennessee durante quase 20 anos".

Os cidadãos do Wisconsin (centro-norte dos EUA) vão este mês às urnas para decidir quem vai ser o candidato democrata à Casa Branca. Mantêm-se na corrida do Partido Democrata Sanders e a ex-secretária de Estado Hillary Clinton.

Lusa

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.