sicnot

Perfil

Mundo

Menina vítima de doença degenerativa cumpre sonho de ver o Papa

Menina vítima de doença degenerativa cumpre sonho de ver o Papa

Uma menina de 5 anos cumpriu o sonho de ver o Papa Francisco. A criança norte-americana sofre de uma doença genética que a vai deixar cega e surda em breve. No final da audiência semanal, na Praça de São Pedro, no Vaticano, Francisco cumprimentou e abençoou a menina.

Lizzy não sabe que sofre da Síndrome de Usher, mas quando os pais lhe perguntaram as coisas que mais gostaria de fazer a menina respondeu que queria ver o Papa.

O sonho tornou-se realidade esta quarta feira. Lizzy e os pais assistiram a audiência pública semanal na Praça de São Pedro no Vaticano.

No final, o Papa Francisco veio cumprimentar a família, esteve à conversa com Lizzy e abençoou a menina
em particular os olhos e os ouvidos.

Os pais têm procurado oferecer à filha uma série de experiências antes da progressão da doença. A menina vai perder a audição e a visão gradualmente até ficar surda e cega por completo.

  • "Joguem à bola"
    1:35

    Desporto

    Cerca de uma centena de adeptos do Sporting esperaram até perto das 3:00 pela chegada da equipa ao estádio de Alvalade. Depois da eliminação da Taça de Portugal, em Chaves, foi necessário o reforço policial para garantir a segurança da comitiva leonina.

  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.

  • Obama encurta pena de delatora do Wikileaks
    1:45
  • Putin sai em defesa de Trump
    2:29

    Mundo

    Vladimir Putin já saiu em defesa de Donald Trump e diz que houve uma tentativa de minar o Presidente eleito dos Estados Unidos, através de um alegado relatório, atribuido à espionagem russa. Putin diz que o relatório é falso.