sicnot

Perfil

Mundo

Dubai vai construir maior torre do mundo

O Dubai vai construir a maior torre do mundo, que irá superar os 828 metros do Burj Khalifa (163 andares), o arranha-céus que detém o recorde também situado no mesmo emirado, indicou hoje a empresa que pretende desenvolver o projeto.

© POOL New / Reuters

A construção do edifício vai custar 1.000 milhões de dólares (880 milhões de euros), sublinhou o presidente do conselho de administração da Emaar, Lohamed Alabbar, referindo que a altura final do arranha-céus será divulgada quando se atingir os 828 metros.

A empresa, segundo Alabbar, quer oferecer o arranha-céus à cidade antes de 2020, o ano em que o Dubai vai acolher a exposição mundial de comércio justo.

Desenhado pelo arquiteto suíço-espanhol Santiago Calatrava Valls, a torre vai albergar residências, lojas e restaurantes.

A Burj Khalifa, com 828 metros de altura, custou 1.500 milhões de dólares (1.320 milhões de euros) e foi inaugurada em janeiro de 2010.

Alabbar descreveu a nova estrutura como "um monumento elegante".

"Muitos gostavam de ter uma vista" quando procuram uma casa, acrescentou, salientando que todos os apartamentos terão uma panorâmica "deslumbrante".

A torre terá um corpo esguio e elegante, evocando a imagem de um minarete, e será ancorada no solo com cabos robustos, sublinhou o responsável da Emaar.

O Dubai criou a reputação de construir dezenas de arranha-céus futuristas, que acabaram por transformar a vista na cidade.

Porém, na Arábia Saudita, a empresa local Kingdom Holding está também a construir em Jidá, a segunda maior cidade do país, uma torre projetada para ultrapassar um quilómetro em altura, obra cuja conclusão se prevê para 2020.

Lusa

  • Traço contínuo às curvas
    2:42
  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • Cristas calcula défice de 3,7% sem "cortes cegos" das cativações
    0:45

    Economia

    Assunção Cristas diz que o défice de 2,1% só foi conseguido porque o Governo fez cortes cegos na despesa pública. Esta manhã, depois de visitar uma unidade de cuidados continuados em Sintra, a presidente do CDS-PP afirmou que, pelas contas do partido, sem cativações, o défice estaria nos 3,7%.

  • Reservas de viagens na Páscoa e no verão aumentaram
    1:19

    Economia

    As reservas de viagens no período da Páscoa e do verão aumentaram este ano, tanto para o estrangeiro como para dentro de Portugal. O Algarve, a Madeira e os Açores continuam a ser os destinos de eleição. Os portugueses estão também a marcar férias com mais antecedência, uma das receitas para conseguir melhores preços.

  • Escada rolante inverte sentido e varre dezenas de pessoas
    1:15
  • Sol influencia alterações climáticas na Terra

    Mundo

    As flutuações da atividade solar têm um efeito sobre o clima da Terra, concluiu um estudo de investigadores suíços, que conseguiu, pela primeira vez, estimar a influência do Sol no aquecimento do planeta.