sicnot

Perfil

Mundo

Cérebro sob efeito do LSD idêntico ao de um bebé

Um investigação britânica mostra pela primeira vez como o LSD (Dietilamida do Ácido Lisérgico) afeta a atividade do cérebro ao causar complexas alucinações visuais. Os cientistas realizaram experiências que mostram como os componentes psicadélicos afetam a atividade cerebral. Uma das conclusões foi que os efeitos do LSD tornam o cérebro de um adulto idêntico ao de um bebé, dado que a droga torna o cérebro menos compartimentado, libertando a mente. Os autores desta pesquisa consideram que os resultados permitem abrir caminho para a possibilidade de usar drogas psicadélicas no tratamento de doenças psiquiátricas.

Imperial College London

A equipa de investigadores, liderada por Robin Carhart-Harris, do Imperial College de Londres, administrou LSD a 20 voluntários saudáveis num centro preparado para o efeito, ao mesmo tempo que ia fazendo diversos scanners cerebrais através de diferentes técnicas pioneiras que permitiram obter imagens inéditas do cérebro sob efeito da substância, possibilitando o estudo aprofundado do modo de atuação do LSD. Do grupo de voluntários, metade recebeu uma dose de 75 microgramas de LSD e a outra metade recebeu placebo.

A descoberta, publicada no Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS), da Academia de Ciências dos Estados Unidos, mostra o que acontece com o cérebro quando uma pessoa experimenta as diversas alucinações visuais frequentemente associadas ao consumo de LSD. A investigação veio também mostrar as mudanças cerebrais que justificam a profunda alteração do estado de consciência produzido pelo consumo desta droga.

"Em condições normais, a informação dos nossos olhos é processada na zona cerebral situada na parte posterior da cabeça, denominada córtex visual (…) Contudo, quando foi administrado LSD aos voluntários, muitas outras áreas cerebrais contribuíram para o processamento dos estímulos visuais", indicaram os autores da pesquisa.

"O resultado sugere que os efeitos justificam a profunda alteração do estado de consciência que as pessoas frequentemente descrevem perante o efeito de LSD", refere Robin Carhart-Harris.

"Isto também está relacionado com aquilo que as pessoas frequentemente descrevem como dissolução do ego, o que se traduz pela perda da normal consciência do Eu que será substituído por uma relação consigo próprio, como os outros e com a natureza. Esta experiência é por vezes vista de um perspetiva religiosa ou espiritual e parece estar associada a uma melhora do bem estar depois de os efeitos da droga passarem", esclarece o investigador.

À medida que uma pessoa envelhece, o cérebro tem tendência a tornar-se cada vez mais compartimentado, fazendo com que o indivíduo se torne mais rígido nos seus pensamentos, explica Carhart-Harris.

Os efeitos do LSD parecem, assim, aproximar o cérebro de um adulto ao cérebro de um bebé, dado que a droga liberta a mente e a imaginação. É também nesta medida que esta investigação pode abrir portas a novas investigações que visem o estudo desta droga no tratamento de perturbações psiquiátricas, nomeadamente de depressões.

  • O dia em que o Brexit começa
    1:25

    Brexit

    A primeira-ministra britânica já assinou a carta que vai enviar ao Conselho Europeu para formalizar a vontade do Reino Unido de sair da União Europeia. O artigo 50.º do Tratado de Lisboa será ativado nas próximas horas. Na véspera, Theresa May recebeu da Escócia um novo contratempo político.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Governo vai dar mais meios à investigação criminal
    2:34

    País

    A ministra da Justiça garante que o Governo vai dar mais meios à investigação criminal, mas assegura que não vai mexer nos prazos dos inquéritos. A questão tem sido insistentemente levantada pela defesa de José Sócrates, que se queixa de que a Operação Marquês já ultrapassou todos os prazos.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.