sicnot

Perfil

Mundo

Conselho NATO-Rússia reúne-se dia 20 em Bruxelas

A Aliança Atlântica realiza no próximo dia 20 a primeira reunião oficial com a Rússia desde 2004, para discutir a crise da Ucrânia e outras questões de segurança, informou hoje a NATO.

Jens Stoltenberg, secretário-geral da NATO.

Jens Stoltenberg, secretário-geral da NATO.

© Yves Herman / Reuters

O secretário-geral da organização, Jens Stoltenberg, disse na semana passada que os dois lados se reuniriam em breve para o primeiro conselho NATO-Rússia desde junho de 2014, assinalando uma melhoria nas relações tensas devido à intervenção da Rússia na Ucrânia e especialmente à anexação da Crimeia.

Uma porta-voz da NATO disse à agência France Presse que a reunião decorrerá na sede da Aliança em Bruxelas, a nível de embaixadores.

Além da questão da Ucrânia, deverá ser discutido também o caso do Afeganistão.

  • Secretário-geral da NATO defende diálogo político com a Rússia
    2:00

    Mundo

    O novo secretário-geral da NATO diz que a anexação da Crimeia pela Rússia não é um assunto para esquecer. Numa entrevista exclusiva à SIC, o norueguês Jens Stoltenberg fala também da ameaça do autoproclamado Estado Islâmico. A longo prazo diz que a Aliança Atlântica deve conseguir projetar estabilidade na região sem enviar forças. Uma entrevista para ver na íntegra na SIC Notícias hoje às 15:30 e às 18:15.

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras