sicnot

Perfil

Mundo

Famílias das vítimas do acidente da Germanwings processam escola onde o piloto estudou

Cerca de 80 famílias das vítimas do acidente da companhia aérea alemã Germanwings, em 2015, apresentaram uma queixa num tribunal federal dos Estados Unidos contra a escola onde estudou o co-piloto do avião, que provocou o desastre.

Segundo os advogados que representam as famílias das vítimas, a escola de formação de pilotos está localizada no sudoeste dos Estados Unidos e é uma subsidiária da Lufthansa, que detém a Germanwings.

As famílias das vítimas acusam a escola de aceitar o piloto no seu programa de treino quando o certificado médico alemão fornecido por Andreas Lubitz indicava que aquele não seria válido caso fosse detetado mais um episódio depressivo.

A 24 de março de 2015, Lubitz despenhou de propósito um avião da Germanwings nos Alpes, provocando a morte a 149 pessoas.

Lusa

  • "É pesado dizer a miúdos que ainda ontem os pais estavam a ensinar o atar ténis que vão ficar em prisão preventiva"
    2:49
  • Pecado da gula ameaça maior anfíbio do mundo

    Mundo

    O maior anfíbio do mundo está em sério risco de extinção. Iguaria muito apreciada no Oriente, a salamandra-gigante-da-China já praticamente desapareceu do seu habitat natural, concluiu uma pesquisa realizada durante quatro anos. Em contraste, milhões de animais são reproduzidos em cativeiro e têm como destino restaurantes de luxo.

  • Gases tóxicos expelidos pelo Kilauea ameaçam a população no Havai
    1:51
  • Gilberto Gil cancela atuação em Israel

    Cultura

    O músico brasileiro Gilberto Gil cancelou a atuação que tinha marcada para Telavive, em Israel, no dia 4 de julho, na sequência de protestos em Gaza durante os quais o exército daquele país matou 60 palestinianos.