sicnot

Perfil

Mundo

Mais de mil migrantes cubanos forçam entrada na Costa Rica

Mais de mil migrantes, a maior parte dos quais cubanos, forçaram hoje a sua entrada na Costa Rica, depois de terem sido impedidos de entrar no Panamá, para tentarem chegar aos Estados Unidos, disse o Governo costa-riquenho.

© Carlos Jasso / Reuters

"Hoje, mais de mil migrantes forçaram a sua entrada na Costa Rica, o que é uma afronta ao povo da Costa Rica", referiu, em comunicado, a Presidência.

Imagens televisivas mostraram confrontos entre os migrantes e as autoridades locais, que tentaram impedir a sua entrada no país.

As janelas de vários veículos e de edifícios foram destruídos nos confrontos.

Segundo o Governo da Costa Rica, nos últimos meses entraram no país cerca de oito mil cubanos.

Os migrantes cubanos tentam chegar aos Estados Unidos depois de uma viagem de várias semanas, que começa no Equador.

Atualmente, os cubanos que chegam por terra aos Estados Unidos estão autorizados a entrar no país, depois de verificados os seus documentos de identidade.

O Governo da Costa Rica alertou que o país não tem capacidade para dar assistência a todos os migrantes.

Na terça-feira, as autoridades migratórias da América Central, Colômbia, Equador, México e Estados Unidos reuniram-se na Costa Rica para tentar encontrar solução para a crise.

Lusa

  • Obama acredita que Guterres será um bom líder da ONU
    0:53

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar de perto com os Estados Unidos na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido esta sexta-feira por Barack Obama, na Casa Branca, onde foi elogiado pelo ainda Presidente.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.