sicnot

Perfil

Mundo

Comboio "invisível" vai percorrer o Japão em 2018

Um comboio que fica camuflado na paisagem vai começar a percorrer o Japão em 2018.

Kazuyo Sejima

Desenhado por um dos mais proeminentes arquitetos japoneses, Kazuyo Sejima, o comboio é construído com materiais semi-transparentes e que refletem o exterior, "integrando" a paisagem que o rodeia.

Este comboio "viaja pelas mais diversas paisagens, desde as montanhas de Chichibu ao centro de Tóquio e pensei que seria bom que pudesse coexistir pacificamente com o cenário", explicou Kazuyo Sejima à Newsweek. O design já tinha sido utilizado pelo arquiteto no Le Louvre Lens Museum em França.

O arquiteto, co-fundador com Ryue Nishizawa do atelier SANAA, conhecido por utilizar a luz e o espaço nos projetos, foi convidado a desenhar o novo comboio para as celebrações do 100º aniversário do grupo Seibu, proprietário dos caminhos de ferro que funcionam nos municípios de Tóquio e Saitama.

Entre as obras mais conhecidas de Sejima e Nishizawa estão o Novo Museu de Arte Contemporânea de Nova Iorque, o Serpentine Pavillion em Londres, o Centro Rolex em Lausana, Suíça, o Glass Pavillion do Museu de Arte de Toledo, nos EUA e o Edifício Christian Dior em Tóquio. A dupla foi galardoada com o nobel da arquitetura, o Prémio Pritzker, em 2010.

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28