sicnot

Perfil

Mundo

Comboio "invisível" vai percorrer o Japão em 2018

Um comboio que fica camuflado na paisagem vai começar a percorrer o Japão em 2018.

Kazuyo Sejima

Desenhado por um dos mais proeminentes arquitetos japoneses, Kazuyo Sejima, o comboio é construído com materiais semi-transparentes e que refletem o exterior, "integrando" a paisagem que o rodeia.

Este comboio "viaja pelas mais diversas paisagens, desde as montanhas de Chichibu ao centro de Tóquio e pensei que seria bom que pudesse coexistir pacificamente com o cenário", explicou Kazuyo Sejima à Newsweek. O design já tinha sido utilizado pelo arquiteto no Le Louvre Lens Museum em França.

O arquiteto, co-fundador com Ryue Nishizawa do atelier SANAA, conhecido por utilizar a luz e o espaço nos projetos, foi convidado a desenhar o novo comboio para as celebrações do 100º aniversário do grupo Seibu, proprietário dos caminhos de ferro que funcionam nos municípios de Tóquio e Saitama.

Entre as obras mais conhecidas de Sejima e Nishizawa estão o Novo Museu de Arte Contemporânea de Nova Iorque, o Serpentine Pavillion em Londres, o Centro Rolex em Lausana, Suíça, o Glass Pavillion do Museu de Arte de Toledo, nos EUA e o Edifício Christian Dior em Tóquio. A dupla foi galardoada com o nobel da arquitetura, o Prémio Pritzker, em 2010.

  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • O sorriso de Jorge Jesus quando soube que o símbolo da Juventus mudou
    1:21

    Desporto

    A Juventus surpreendeu grande parte do mundo do futebol quando alterou completamente o emblema. Agora, o símbolo faz lembrar as iniciais do nome do treinador do Sporting. Jorge Jesus não sabia, mas ficou esta terça-feira a saber e parece ter gostado. O técnico de Alvalade regressa quarta-feira ao estádio da equipa italiana, que conhece muito bem.