sicnot

Perfil

Mundo

Controlador admite estar a jogar no telemóvel antes de colisão de comboios na Alemanha

A hipótese de erro humano já tinha sido avançada pelos media alemães como causa da colisão de comboios em Bad Aibling, sul da Alemanha, que causou 11 mortos e mais de 80 feridos. Um controlador de tráfego ferroviário sob investigação admitiu, esta terça-feira, que estava a jogar no telemóvel, o que terá contribuído para uma falha grave que terá originado o acidente.

Matthias Schrader

A notícia foi avançada pelo procurador que interrogou o suspeito. O funcionário "ligou o telemóvel durante o turno na manhã do acidente e esteve a jogar até pouco antes de ocorrer a colisão", referiu o procurador. A investigação não encontrou qualquer falha técnica no sistema que regula a circulação ferroviária.

O funcionário do posto de controlo não assume que o facto de estar a jogar tenha perturbado o seu desempenho, mas a investigação refere que tendo em conta o período de tempo em que esteve a jogar conclui-se que não terá prestado a devida atenção às indicações que é responsável por dar aos maquinistas. O controlador de tráfego ferroviário terá, assim, terá dado informação errada, o que fez com que os dois comboios circulassem na mesma linha e viessem a chocar de frente.

O acidente ocorreu a 9 de fevereiro deste ano, cerca das 7:00 (6:00 em Lisboa), na linha que liga Rosenheim a Holzkirchen, entre dois comboios regionais.

De acordo com a imprensa alemã, a sinalização automática foi desativada "para deixar passar um comboio atrasado", ou seja, a primeira composição implicada no acidente, numa zona em que a via é única até ao ponto onde os carris se separam novamente para formar duas vias.

O segundo comboio entrou manualmente na mesma via em sentido inverso, "apesar do sinal estar vermelho", antes de o primeiro comboio ter atingido a zona de separação das vias, avançaram os jornais alemães. Markus Hecht, um especialista em transportes ferroviários questionado pelo jornal Bild, indicou que esta manobra "tem como efeito desativar a travagem de emergência" do sistema PZB 90, usado na Alemanha desde um acidente idêntico em 2011.

  • Colisão de comboios na Alemanha faz pelo menos 9 mortos e 150 feridos
    1:35

    Mundo

    Pelo menos nove pessoas morreram e 150 ficaram feridas numa colisão entre dois comboios que ocorreu ao início da manhã, na Alemanha. O balanço de vitimas mortais poderá ainda aumentar, dado que cerca de 50 feridos estão em estado grave. O acidente ocorreu na localidade Bad Aibling, no estado da Baviera, cerca de 60 quilómetros a sudeste de Munique, pelas 7:00 locais (6:00 em Lisboa).

  • Marinha e Exército dão luz verde ao Aeroporto do Montijo

    País

    De acordo com a edição deste domingo do Diário de Notícias, o Exército e a Marinha já comunicaram à Força Aérea disponibilidade para desocupar parcialmente a base aérea e o Montijo se transformar num num aeroporto complementar ao de Lisboa.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.