sicnot

Perfil

Mundo

Controlador admite estar a jogar no telemóvel antes de colisão de comboios na Alemanha

A hipótese de erro humano já tinha sido avançada pelos media alemães como causa da colisão de comboios em Bad Aibling, sul da Alemanha, que causou 11 mortos e mais de 80 feridos. Um controlador de tráfego ferroviário sob investigação admitiu, esta terça-feira, que estava a jogar no telemóvel, o que terá contribuído para uma falha grave que terá originado o acidente.

Matthias Schrader

A notícia foi avançada pelo procurador que interrogou o suspeito. O funcionário "ligou o telemóvel durante o turno na manhã do acidente e esteve a jogar até pouco antes de ocorrer a colisão", referiu o procurador. A investigação não encontrou qualquer falha técnica no sistema que regula a circulação ferroviária.

O funcionário do posto de controlo não assume que o facto de estar a jogar tenha perturbado o seu desempenho, mas a investigação refere que tendo em conta o período de tempo em que esteve a jogar conclui-se que não terá prestado a devida atenção às indicações que é responsável por dar aos maquinistas. O controlador de tráfego ferroviário terá, assim, terá dado informação errada, o que fez com que os dois comboios circulassem na mesma linha e viessem a chocar de frente.

O acidente ocorreu a 9 de fevereiro deste ano, cerca das 7:00 (6:00 em Lisboa), na linha que liga Rosenheim a Holzkirchen, entre dois comboios regionais.

De acordo com a imprensa alemã, a sinalização automática foi desativada "para deixar passar um comboio atrasado", ou seja, a primeira composição implicada no acidente, numa zona em que a via é única até ao ponto onde os carris se separam novamente para formar duas vias.

O segundo comboio entrou manualmente na mesma via em sentido inverso, "apesar do sinal estar vermelho", antes de o primeiro comboio ter atingido a zona de separação das vias, avançaram os jornais alemães. Markus Hecht, um especialista em transportes ferroviários questionado pelo jornal Bild, indicou que esta manobra "tem como efeito desativar a travagem de emergência" do sistema PZB 90, usado na Alemanha desde um acidente idêntico em 2011.

  • Colisão de comboios na Alemanha faz pelo menos 9 mortos e 150 feridos
    1:35

    Mundo

    Pelo menos nove pessoas morreram e 150 ficaram feridas numa colisão entre dois comboios que ocorreu ao início da manhã, na Alemanha. O balanço de vitimas mortais poderá ainda aumentar, dado que cerca de 50 feridos estão em estado grave. O acidente ocorreu na localidade Bad Aibling, no estado da Baviera, cerca de 60 quilómetros a sudeste de Munique, pelas 7:00 locais (6:00 em Lisboa).

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.