sicnot

Perfil

Mundo

Monumentos em Londres tapados com máscaras contra poluição do ar

Ativistas da Greenpeace taparam vários monumentos de Londres com máscaras faciais, em protesto contra a poluição atmosférica.

reuters

© Toby Melville / Reuters

reuters

reuters

São várias as estátuas e monumentos que hoje estão "mascaradas" e, Londres, entre eles a de Oliver Cromwell, no Parlamento, ou o Victoria Memorial em frente ao Buckingham palace.

"As monitorizações mostram que, se estas estátuas fossem pessoas, muitas estariam a respirar ar com níveis perigosos, ilegais de poluição. Por isso lhe pusemos máscaras faciais. Muitos milhões de londrinos, incluindo crianças, respiram o mesmo ar", diz Areeba Hamid, um dos ativistas. E acrescenta: "dar às pessoas máscaras faciais não é a solução. Em vez disso, precisamos de ver uma ação política real do novo presidente da câmara".

Uma das medidas que os ativistas defendem é a criação de uma zona de "ar limpo" na cidade, livre de emissões de dióxido de carbono.

De acordo com a Greenpeace, a poluição do ar encurta a vida de "40 mil pessoas por ano".

  • Marcelo de volta a casa após diagnóstico de gastroenterite aguda
    3:37
  • "Todas as decisões que tomei foi sempre a pensar no Sporting primeiro"
    2:08
  • Saransk tanto anseia por Ronaldo que até lhe fizeram um vídeo e uma música
    3:07
  • Portugal quer atrair imigrantes
    1:28

    País

    O Governo prepara-se para regularizar a situação de 30 mil imigrantes ilegais que vivem em Portugal. De acordo com a edição deste sábado do semanário Expresso, o Executivo pretende também abrir portas a 75 mil novos imigrantes por ano.