sicnot

Perfil

Mundo

Brigada de contra-terrorismo da polícia alemã captura célula de extrema-direita

Uma brigada de contra-terrorismo da polícia alemã levou a cabo esta madrugada uma operação em que capturou cinco suspeitos da extrema-direita, acusados de atacar abrigos de refugiados e opositores, indicaram fontes do Ministério Público alemão.

Arquivo Reuters

Os suspeitos, quatro homens e uma mulher, foram acusados de pertencer a uma organização terrorista de extrema-direita denominada Grupo de Freital, a partir do nome de uma cidade no Leste da Alemanha que foi palco de protestos racistas com repercussões no país inteiro.

"De acordo com uma investigação preliminar, o grupo preparava-se para perpetrar ataques com explosivos a casas destinadas ao asilo de refugiados, assim como a casas de inimigos políticos", indicou num comunicado o gabinete do procurador federal, citado pela agência France Presse.

Segundo a mesma fonte, os suspeitos armazenaram centenas de bombas de fogo-de-artifício provenientes da República Checa, que pretendiam utilizar nos ataques.

Foi desta forma que foi executado um ataque a uma residência de refugiados em Freital em setembro de 2015. Os atacantes utilizaram bombas de fogo-de-artifício para rebentar os vidros de uma janela da cozinha da residência e "nenhum dos ocupantes foi ferido pelos estilhaços de vidro porque ninguém estava na cozinha nesse momento", indicou o gabinete do procurador.

Um segundo ataque atribuído ao mesmo grupo foi levado a cabo no mês seguinte, também com a utilização de fogo-de-artifício e também pedras, contra um edifício que alojava ativistas de esquerda.

O gabinete do procurador referenciou um terceiro caso em Freital em novembro do ano passado que provocou um ferido com estilhaços de vidro e a investigação prossegue agora no sentido de apurar se a mesma organização foi responsável por mais atos de violência.

Algumas cidades pequenas no estado da Saxónia no Leste da Alemanha, como Freital, ganharam ampla notoriedade em todo o país no ano passado, quando grupos de neo-nazis e residentes enfurecidos levaram a cabo vários atos de violência contra refugiados e contra a própria polícia.

A polícia federal alemã registou mais de 800 ataques contra abrigos de refugiados em 2015 em todo o país, que abriu as suas portas a quase 1,1 milhões de pessoas em busca de asilo no mesmo período. A maior parte destes ataques aconteceu no leste da Alemanha.

  • "Não vou ceder, não vou render-me, não vou desistir da candidatura"
    2:02
  • Obama, Presidente francês?
    1:55

    Mundo

    A resposta é óbvia, mas não demoveu quatro franceses, descontentes com os candidatos às Presidenciais no seu país. A ideia começou como brincadeira, mas já recolheu 43 mil assinaturas. 

  • Trump apanhado a ensaiar no carro
    1:08
  • Mulheres democratas de branco para mostrar que não abdicam dos diretos conquistados

    Mundo

    Uma "mancha branca" sobressaiu esta terça-feira no Congresso norte-americano, durante o primeiro discurso de Donald Trump. A maioria das 66 mulheres representantes e delegadas do Partido Democrata vestiram-se de branco, num ato simbólico a fazer recordar o movimento sufragista feminino, que encorajava as apoiantes a vestirem-se de branco. Tal como então, a cor da pureza foi agora recuperada, desta feita para mostrar a Trump que as mulheres não abdicam dos direitos conquistados no início do século XX.

  • Treinador do "The Biggest Loser" teve ataque cardíaco

    Mundo

    Foi o próprio Bob Harper que partilhou a notícia no seu Instagram. O ex-treinador do famoso programa de televisão sofreu um ataque cardíaco enquanto treinava no ginásio. Esteve oito dias internado mas, felizmente, já está em casa a recuperar.

  • Prisões recebem manual para lidar com fugas
    2:07

    País

    O Governo vai fazer o maior investimento de sempre nos serviços prisionais. São 2.600 milhões de euros para reforçar a segurança nas prisões. Entretanto. já foi distribuído um manual de procedimentos em caso de fuga.