sicnot

Perfil

Mundo

Mês de março foi o mais quente de sempre, desde que há registos

O mês de março foi considerado como o mais quente da história moderna, revelaram esta terça-feira meteorologistas norte-americanos.

(Arquivo)

(Arquivo)

Segundo o relatório da Administração do Oceano e da Atmosfera dos Estados Unidos da América (NOOA, na sigla em inglês), março foi também o 11.º mês consecutivo durante o qual a média global bateu um recorde de temperatura, sendo o mais longo período de máximos sucessivos em 137 anos.

De acordo com o documento, a temperatura média global registada em terra e em oceanos em março de 2016 foi "a mais alta para o mês de março segundo o conjunto de dados da temperatura global da NOOA", que tem registos desde 1880".

A temperatura média mundial ficou 1,22º graus centígrados acima da média do século XX, que foi de 12,7º graus, segundo o mesmo relatório.

"Este valor ultrapassa em 0,32º graus o recorde anterior, registado em 2015", acrescentou a NOOA.

A instituição esclareceu que a diferença registada constitui o valor mais elevado relativamente à média dos 1.635 meses medidos desde que começaram a ser feitos registos.

Estes últimos recordes de temperatura demonstram que o aumento do aquecimento global prossegue. A temperatura ultrapassou, de longe, o anterior valor máximo atingido em 2015, que já tinha superado por sua vez 2014.

Trata-se, segundo os meteorologistas de um fenómeno atribuído à acumulação de gases com efeito de estufa que provêm do uso de petróleo e carvão.

Desde 1997, o primeiro ano desde 1880 a bater recordes de temperatura no planeta, apenas dois anos daquele período não foram mais quentes, acrescentou a NOOA.

Os dirigentes mundiais concordaram por unanimidade em dezembro passado, durante a Conferência do Clima da ONU (COP21), que tinham de tomar medidas para conter o aumento da temperatura, para não ser superior em 2º graus aos valores do período antes da Revolução Industrial.

Lusa

  • Jorge Sampaio dá as boas-vindas a 54 estudantes sírios que chegaram esta madrugada a Lisboa
    0:30

    País

    O avião da Força Aérea Portuguesa vindo de Beirute aterrou no Aeroporto Militar Figo Maduro, em Lisboa, às 4h30. Estes estudantes vão, numa primeira fase, frequentar um curso intensivo de português. Depois serão integrados em universidades e politécnicos de Lisboa, no âmbito do programa de bolsas de estudo de emergência para estudantes sírios dirigido por Jorge Sampaio.

  • Carlos César promete reforço da transparência de titulares de cargos políticos
    2:13

    País

    O recém re-eleito presidente do PS apontou reforço da transparência de titulares de cargos políticos como uma das prioridades do partido, no discurso que fez esta mmanhã no congresso socialista. Enquanto isso, à porta do Centro de Exposições da Batalha, lesados do BES esperavam Costa e César para exigir o cumprimento de promessa.

  • "Acabámos com o mito de que é a direita que sabe governar as finanças públicas"
    2:15
  • Conselhos sobre as novas regras de proteção de dados 
    2:08
  • Protestos em Gaza vão continuar promete Hamas
    1:19

    Mundo

    Na fronteira da Faixa de Gaza com Israel, dezenas de palestinianos ficaram feridos noutra sexta-feira de protesto contra o bloqueio israelita. O Hamas que controla o território diz que as manifestações vão continuar apesar da repressão.

  • Jogo é a 3.000 km de Madrid mas em Santiago de Bernabéu está tudo a postos para a festa
    1:49
  • Restaurantes para grávidas, rooftops e uma viagem pelo Douro vinhateiro
    12:58