sicnot

Perfil

Mundo

Equador adota medidas para obter fundos para reconstruir zonas afetadas pelo sismo

O Governo do Equador vai adotar "medidas excecionais" para obter fundos para fazer face ao estado de emergência provocado pelo sismo de sábado, que atingiu a costa do norte do país e provocou centenas de mortos.

© Guillermo Granja / Reuters

O Presidente do Equador, Rafael Correa, assegurou que a reconstrução das zonas afetadas, algumas com 85% das infraestruturas destruídas, requer milhões de dólares.

Segundo Rafael Correa, que aguarda um levantamento definitivo dos danos, podem ser necessário cerca de três mil milhões de dólares.

O chefe de Estado disse que vai ter que tomar "medidas temporárias devido à dimensão dos danos e ao gasto inesperado", porque um sismo como o de sábado "afetaria até o país mais rico do mundo".

O Presidente referiu que está a analisar a "possibilidade de colocar títulos no mercado internacional" e que a Assembleia Nacional está a analisar uma reforma tributária.

"Vamos ter de tomar medidas excecionais para gerar fundos e dar resposta à emergência", sublinhou.

O chefe de Estado informou também que há linhas de contingência do Banco Interamericano de Desenvolvimento, Banco Mundial e do Banco de Desenvolvimento da América Latina, que já disponibilizaram 600 milhões de dólares.

O Presidente disse também que a "melhor" solidariedade internacional é a dos turistas que visitam o Equador, agradecendo toda a ajuda que tem recebido.

"O turismo não pode ser afetado, o sismo teve um impacto muito focalizado, o resto das praias estão iguais e belas como sempre", acrescentou.

Lusa

  • Governo recomenda retirada de livros polémicos da Porto Editora

    País

    A Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, "por orientação do ministro adjunto", recomendou hoje à Porto Editora a retirada do mercado dos blocos de atividades que fazem distinção entre rapazes e raparigas. O organismo considera que podem estar em causa a "diferenciação e desvalorização do papel das raparigas no espaço público e dos rapazes no espaço privado".

    Ricardo Rosa

  • Enfermeiros especialistas em saúde materna retomam protesto 

    País

    Os enfermeiros especialistas em saúde materna e obstetrícia voltam quinta-feira de manhã a interromper as funções especializadas, o que pode afetar blocos de parto e maternidades. Queixam-se de "falta de resposta política adequada" e "ausência de acordos sérios".

  • Cristas vaiada em bairro de Chelas
    1:44

    Autárquicas 2017

    Assunção Cristas promete mudanças na Gebalis, a empresa municipal que gere os bairros sociais em Lisboa. Esta manhã, a candidata do CDS à câmara visitou um bairro de Chelas, onde foi vaiada por alguns populares.

  • Prestação da casa aumenta pela primeira vez desde 2014
    1:17

    Economia

    Pela primeira vez em três anos, as taxas de juro do crédito à habitação, estão a subir. A subida é de apenas 1 euro, mas é a primeira desde 2014, depois de em maio deste ano ter estabilizado e em junho ter descido. A justificação para este aumento é a evolução das taxas euribor.

  • "Em vez de ajudarem, estavam a tirar fotos dela a morrer"
    1:13
  • Criança irrequieta domina noticiário britânico
    1:19