sicnot

Perfil

Mundo

Governo em contacto com familiar da portuguesa morta na Alemanha

O Governo português está em contacto com um familiar da portuguesa de 43 anos que apareceu morta e com o "corpo desmembrado" em Leipzig, na Alemanha.

De acordo com a imprensa alemã, o corpo foi esquartejado e lançado ao rio. A polícia já confirmou tratar-se de um homicidio violento

De acordo com a imprensa alemã, o corpo foi esquartejado e lançado ao rio. A polícia já confirmou tratar-se de um homicidio violento

A imagem da mulher foi divulgada na rede social Twitter da rádio de Leipzig

A imagem da mulher foi divulgada na rede social Twitter da rádio de Leipzig

"A Secretaria de Estado das Comunidades está em contacto com um dos familiares em Portugal e presta todo o apoio necessário para trasladação do corpo assim que as autoridades alemãs concluírem as investigações em curso", disse à Lusa fonte oficial, acrescentando que ainda não há dados policiais sobre o caso.

Segundo a mesma fonte, a vítima era uma mulher, nascida em 1972 e natural de Lisboa, que se encontrava a viver na Alemanha para onde tinha emigrado na companhia do namorado, também de nacionalidade portuguesa.

"Ela estava dada como desaparecida desde o dia 9 de abril e foi encontrada morta e desmembrada", disse a fonte.

O assunto está a ser acompanhado em permanência pelos serviços consulares da embaixada de Portugal em Berlim.

As primeiras notícias sobre o caso foram difundidas pelo jornal alemão Bild.

O Bild noticiou que o corpo foi encontrado junto a um canal na quinta-feira passada, tendo os membros (braços e pernas) sido encontrados num outro local.

Ainda segundo a imprensa alemã, a portuguesa tinha emigrado para a Alemanha há cinco anos.

Lusa

  • Corpo de portuguesa esquartejado e lançado ao rio na Alemanha
    1:16

    Mundo

    Uma portuguesa de 43 anos foi assassinada na cidade de Leipzig, na Alemanha. De acordo com a imprensa alemã, o corpo foi esquartejado e lançado ao rio. A Polícia já confirmou tratar-se de um homicídio violento. O tronco do corpo terá sido encontrado na passada quinta-feira por um habitante local. As pernas e os braços só foram encontrados nos dias seguintes pelos mergulhadores da Polícia.

  • Como se sobrevive à dor em Nodeirinho e Pobrais
    2:43
  • Raphäel Guerreiro vai continuar a acompanhar a seleção
    1:08
  • 74 mil alunos do secundário têm a vida "suspensa" 
    2:22

    País

    Enquanto o Ministério Público investiga a fuga de informação no exame nacional de Português do 12.º ano, 74 mil estudantes ficam com a vida suspensa. Se a fuga se confirmar, o exame corre o risco de ser anulado e as candidaturas ao ensino superior atrasam. O Instituto de Avaliação Educativa (IAVE), responsável pelos exames, prometeu esclarecimentos para os próximos dias.