sicnot

Perfil

Mundo

Dois acusados em Inglaterra de financiar suspeito dos atentados de Paris e Bruxelas

Dois homens acusados de apoiar financeiramente um dos suspeitos dos atentados terroristas de Paris e de Bruxelas compareceram hoje perante um tribunal de Londres, indicou o procurador local.

© Yves Herman / Reuters

O britânico Mohammed Ali Ahmed, de 26 anos, e o belga Zakaria Boufassil, também de 26 anos, são acusados de ter dado 3.000 libras (cerca de 3.800 euros) a Mohamed Abrini, um belga de origem marroquina, também conhecido como o "homem do chapéu", que é considerado como um dos suspeitos-chave dos atentados de 13 de novembro de 2015 em Paris e dos ataques de 22 de março deste ano em Bruxelas.

Os dois homens compareceram hoje diante do tribunal de Westminster, na capital britânica, depois de terem sido detidos no passado dia 15 de abril juntamente com outras três pessoas.

Estas detenções foram feitas no âmbito de uma investigação da unidade antiterrorismo da polícia do condado de West Midlands (centro de Inglaterra).

De acordo com a investigação, os dois homens disponibilizaram dinheiro e outros bens a Mohamed Abrini quando este passou pelo território britânico no verão passado.

"Sabiam ou tinham motivos para suspeitar que [o dinheiro] seria utilizado para fins terroristas", segundo a polícia.

Uma terceira pessoa, Soumaya Boufassil, de 29 anos, também foi hoje acusada pelo tribunal de Westminster de angariação de fundos relacionados ao terrorismo.

Mohamed Abrini, de 31 anos, detido no passado dia 09 de abril, é suspeito de estar envolvido na logística dos atentados de Paris, que fizeram 130 mortos e várias centenas de feridos.

Um dia antes dos atentados na capital francesa, Abrini foi filmado na companhia de Salah Abdeslam, outro suspeito-chave dos ataques, numa estação de serviço de Oise (norte de Paris).

Os dois homens estavam a conduzir um carro que foi posteriormente utilizado para convocar os membros dos vários comandos envolvidos nos atentados em Paris.

Abrini foi igualmente reconhecido como o "homem do chapéu" que acompanhou os dois suicidas que se fizeram explodir em março passado no aeroporto internacional Bruxelles-Zaventem. Os atentados na capital belga fizeram 32 mortos.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.