sicnot

Perfil

Mundo

Polícia egípcia invade organização de jornalistas e detém dois repórteres

A polícia egípcia invadiu no domingo a sede de uma organização de jornalistas no centro do Cairo e deteve dois jornalistas por incitamento ao protesto, segundo fontes judiciais e o responsável pela associação.

© Mohamed Abd El Ghany / Reuter

"Foi a primeira vez que a polícia invadiu a sede da associação", disse à agência AFP Yahiya Kallash, acrescentando que os jornalistas Amr Badr e Mahmud el-Sakka foram detidos.

Uma fonte judicial disse que a dupla já tinha sido procurada pelo Ministério Público por alegadamente incitar ao protesto em violação da lei.

Amr Badr dirige o website Babawet Yanayer, que se opõe ao President Abdel Fattah al-Sisi.

Mahmud el-Sakka trabalha para a organização Saami, um nome que recorda os protestos de janeiro de 2011.

Na sexta-feira, Amr Badr tinha escrito na rede social Facebook que a polícia tinha invadido a sua casa e a de Mahmud el-Sakka.

Sakka tinha anunciado no Facebook planos para participar em abril num protesto contra a decisão do Governo de entregar à Arábia Saudita duas ilhas no Mar Vermelho.

Lusa

  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • ASAE encerra em média um restaurante por dia
    1:33
  • Grupo de brasileiros em assalto milionário no Paraguai
    1:24