sicnot

Perfil

Mundo

Autoridades encontram duas cabeças humanas cortadas na Cidade do México

As autoridades mexicanas descobriram duas cabeças humanas cortadas durante o fim de semana na Cidade do México.

Arquivo

Arquivo

© Edgard Garrido / Reuters

Uma das cabeças foi encontrada numa mala, no domingo, no bairro de Tepito, conhecido por ser violento, disse à AFP uma fonte do gabinete do Ministério Público. De acordo com a imprensa local, a cabeça estava acompanhada de uma mensagem semelhante à que os narcotraficantes deixam para assinalar os seus crimes.

Uma segunda cabeça foi encontrada no sábado, num saco de plástico que continha também uma mão e dois antebraços. O saco foi abandonado numa rua no bairro de Atlanta.

As autoridades, que abriram uma investigação, reafirmaram que os cartéis de droga não operam na capital.

Apesar de os tiroteios e decapitações entre gangues criminosos acontecerem habitualmente fora da capital mexicana, a cidade de 20 milhões de habitantes não está imune a este tipo de crimes.

Em maio de 2015, uma dezena de sacos contendo os restos mortais de três pessoas foram encontrados numa estação ferroviária.

Em agosto de 2013, os corpos de 13 jovens foram encontrados numa vala comum na zona montanhosa junto à capital, três meses depois do seu sequestro, durante o dia, num bar situado junto à avenida principal da cidade.

Lusa

  • Marcelo de volta a casa após diagnóstico de gastroenterite aguda
    3:37
  • "Todas as decisões que tomei foi sempre a pensar no Sporting primeiro"
    2:08
  • Saransk tanto anseia por Ronaldo que até lhe fizeram um vídeo e uma música
    3:07
  • Portugal quer atrair imigrantes
    1:28

    País

    O Governo prepara-se para regularizar a situação de 30 mil imigrantes ilegais que vivem em Portugal. De acordo com a edição deste sábado do semanário Expresso, o Executivo pretende também abrir portas a 75 mil novos imigrantes por ano.