sicnot

Perfil

Mundo

Obama espera que Bin Laden tenha percebido que EUA não esqueceram 11 de setembro

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, diz esperar que nos seus últimos momentos o terrorista Osama bin Laden tenha percebido que os norte-americanos não esqueceram os ataques de 11 de setembro de 2001.

Osama Bin Laden (Arquivo)

Osama Bin Laden (Arquivo)

© STR New / Reuters

Numa entrevista à CNN na segunda-feira, o Presidente dos Estados Unidos assinalou o quinto aniversário do acontecimento que muitos dizem ter sido a sua maior conquista: a morte do então líder da Al-Qaeda, no Paquistão, a 2 de maio de 2011.

"Naquele momento, espero que ele tenha percebido que os norte-americanos não se tinham esquecido das cerca de 3.000 pessoas que ele matou", disse Obama.

O Presidente falou sobre a sua decisão de prosseguir com o ataque, apesar da informação incompleta.

"Era claro para mim que aquela ia ser a nossa melhor hipótese para apanhar bin Laden. Se não avançássemos, ele poderia fugir e podiam passar-se anos até que reemergisse. Sabíamos que ia causar uma reação significativa no Paquistão, e se não se tratasse do Bin Laden, os custos teriam ultrapassado os benefícios", explicou.

"Tendo pesado tudo isso, pensei nas famílias [das vítimas] do 11 de setembro e na sua persistente dor e compreendi que era importante para nós que se fizesse justiça", afirmou.

Obama deixa a Casa Branca em janeiro de 2017, com a Al-Qaeda significativamente diminuída devido a ataques com drones e eclipsada pelo grupo Estado Islâmico.

Lusa

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52