sicnot

Perfil

Mundo

Negação de liberdade de comunicação no Brasil é "assustadora", diz Zuckerberg

Mark Zuckerberg, presidente executivo do Facebook, que controla o aplicação WhatsApp, disse que "a ideia de que qualquer pessoa no Brasil pode ter a sua liberdade de comunicação negada é bastante assustadora numa democracia".

reuters

O fundador do Facebook reagiu, numa mensagem publicada esta terça-feira à noite na rede social, ao bloqueio temporário do programa de mensagens no Brasil, pedido na segunda-feira pela Justiça de Sergipe e revogado esta terça-feira.

Na mensagem, Mark Zuckerberg agradeceu aos brasileiros pela mobilização: "As vossas vozes foram ouvidas de novo. Obrigado à comunidade pela ajuda em resolver este problema".

Zuckerberg também pediu aos utilizadores da aplicação que ajudem a "garantir que isto nunca mais aconteça".

O norte-americano incentivou os brasileiros a irem, hoje à tarde, ao Congresso Nacional, onde a recém-formada Frente Parlamentar pela Internet Livre apresentará projetos de lei para evitar o bloqueio de serviços de Internet como o WhatsApp.

Além disso, pediu assinaturas numa petição online contra propostas debatidas na comissão parlamentar de inquérito dos crimes cibernéticos.

Segundo a petição, foi proposto na comissão a criação de uma lei que oficializa o bloqueio de 'sites' e aplicações na rede brasileira.

"Os brasileiros estão entre os líderes na tarefa de conectar o mundo e criar uma Internet aberta há muitos anos. Eu espero que vocês expressem a vossa opinião e exijam mudanças", reforçou Mark Zuckerberg.

O serviço foi suspenso porque o pedido da Justiça brasileira para ter acesso a dados não foi atendido pelo WhatsApp.

Os dados em causa seriam usados como prova em investigações ligadas ao crime organizado.

  • Suspensão do WhatsApp no Brasil levantada

    Mundo

    A Justiça brasileira determinou esta segunda-feira o bloqueio da aplicação de troca de mensagens WhatsApp por 72 horas, mas entretanto a suspensão da aplicação informática já foi levantada. O objetico da medida seria pressionar a empresa a divulgar informações sobre um grupo supeito de tráfico de droga.

  • Portugal vai fechar fronteiras durante a visita do Papa

    País

    O Conselho de Ministros aprovou hoje a reposição temporária do controlo de fronteiras durante a visita do papa Francisco em maio a Fátima. A reposição do controlo de fronteiras decorrerá entre 00:00 de 10 de maio e as 00:00 de 14 de maio.

  • Castigos no Sporting são quatro infrações graves
    0:48

    Desporto

    Além da suspensão do presidente do Sporting por quase quatro meses, sabe-se agora que Bruno de Carvalho e Octávio Machado foram punidos por quatro infrações graves cada um. A informação foi avançada pela presidente da Comissão de Instrutores da Liga de Clubes, Cláudia Viana, em entrevista à SIC, Este é um excerto da entrevista que vai ser transmitida na SIC Notícias às 16:30.

    Exclusivo SIC

  • Descoberta nova espécie de tiranossauro

    Mundo

    Uma nova espécie de dinossauros predadores, um tiranossauro com uma forma incomum de evolução, foi descoberta por uma equipa internacional de cientistas, segundo um artigo científico hoje publicado pela revista Nature.

  • Juncker reprova com ironia apoio de Trump

    Brexit

    O Presidente da Comissão Europeia disse hoje com ironia que promoverá a independência do Ohio ou de Austin, no Texas, em relação aos Estados Unidos se o presidente Donald Trump continuar a incitar países europeu a seguirem o Brexit.

  • "Civis devem ser prioridade absoluta no Iraque", diz Guterres

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, chegou hoje ao Iraque para abordar a situação da ajuda humanitária, e pediu que a proteção dos civis seja a "prioridade absoluta" à medida que as forças iraquianas batalham para retomar Mossul.

  • Fomos conhecer o novo Samsung S8
    1:42