sicnot

Perfil

Mundo

Negação de liberdade de comunicação no Brasil é "assustadora", diz Zuckerberg

Mark Zuckerberg, presidente executivo do Facebook, que controla o aplicação WhatsApp, disse que "a ideia de que qualquer pessoa no Brasil pode ter a sua liberdade de comunicação negada é bastante assustadora numa democracia".

reuters

O fundador do Facebook reagiu, numa mensagem publicada esta terça-feira à noite na rede social, ao bloqueio temporário do programa de mensagens no Brasil, pedido na segunda-feira pela Justiça de Sergipe e revogado esta terça-feira.

Na mensagem, Mark Zuckerberg agradeceu aos brasileiros pela mobilização: "As vossas vozes foram ouvidas de novo. Obrigado à comunidade pela ajuda em resolver este problema".

Zuckerberg também pediu aos utilizadores da aplicação que ajudem a "garantir que isto nunca mais aconteça".

O norte-americano incentivou os brasileiros a irem, hoje à tarde, ao Congresso Nacional, onde a recém-formada Frente Parlamentar pela Internet Livre apresentará projetos de lei para evitar o bloqueio de serviços de Internet como o WhatsApp.

Além disso, pediu assinaturas numa petição online contra propostas debatidas na comissão parlamentar de inquérito dos crimes cibernéticos.

Segundo a petição, foi proposto na comissão a criação de uma lei que oficializa o bloqueio de 'sites' e aplicações na rede brasileira.

"Os brasileiros estão entre os líderes na tarefa de conectar o mundo e criar uma Internet aberta há muitos anos. Eu espero que vocês expressem a vossa opinião e exijam mudanças", reforçou Mark Zuckerberg.

O serviço foi suspenso porque o pedido da Justiça brasileira para ter acesso a dados não foi atendido pelo WhatsApp.

Os dados em causa seriam usados como prova em investigações ligadas ao crime organizado.

  • Suspensão do WhatsApp no Brasil levantada

    Mundo

    A Justiça brasileira determinou esta segunda-feira o bloqueio da aplicação de troca de mensagens WhatsApp por 72 horas, mas entretanto a suspensão da aplicação informática já foi levantada. O objetico da medida seria pressionar a empresa a divulgar informações sobre um grupo supeito de tráfico de droga.

  • Debate quinzenal com o primeiro-ministro

    País

    A situação económica e financeira foi o tema escolhido pelo Governo, mas a polémica da descida da Taxa Social Única dominará certamente a discussão na Assembleia da República. Veja aqui em direto e participe no Minuto a Minuto Parlamento Global/SIC.

    Direto

  • MIT quer humanos a ajudar máquinas a decidir (quem morre)

    Mundo

    A "Máquina Moral" é uma plataforma online que recolhe a perspetiva humana em decisões que terão de ser tomadas por uma máquina. Por exemplo, quando um carro sem condutor se depara com o dilema do mal menor: em quem acertar - para evitar outros - num acidente de viação.

  • Daesh transforma drones em bombardeiros 

    Daesh

    As estratégias de combate do Daesh têm vindo a sofrer alterações, bem como a capacidade das forças militares iraquianas para confrontar e derrotar o inimigo. De acordo com o responsável do Exército dos EUA Brett Sylvia, comandante militar no Iraque, a tática mais recente desenvolvida pelo Daesh consiste em usar drones de uso comercial em pequenos bombardeiros, capazes de transportar e lançar granadas.