sicnot

Perfil

Mundo

Polícia de Paris desaloja refugiados escondidos em escola abandonada

A operação da polícia francesa que desalojou hoje mais de uma centena de imigrantes que se encontravam há duas semanas no interior de uma escola abandonada no norte de Paris ficou marcada por confrontos.

Reuters

Na passada noite de 21 de abril já se tinha verificado uma intervenção das autoridades franceses, que retiraram do local mais de uma centena de refugiados, entre os quais, cidadãos do Afeganistão, Iémen, Eritreia, Somália e do Sudão que tinha estado anteriormente num acampamento ilegal, junto da linha do metropolitano, onde se encontravam acampadas mais de 1.600 pessoas.

De acordo com grupos de apoio a refugiados citados pela France Presse, na terça-feira mais de 300 pessoas encontravam-se no estabelecimento de ensino abandonado, entre as quais "muitas mulheres com crianças, duas grávidas e uma pessoa com incapacidade motora" sendo que "quase metade" foi abandonando o edifício tendo permanecido no local 150 pessoas.

A polícia utilizou gás lacrimogéneo para dispersar dezenas de manifestantes franceses que se tinham mobilizado numa ação de apoio aos refugiados.

Os ativistas formaram uma cadeia humana na tentativa de impedir a polícia de entrar na escola abandonada onde se encontravam os refugiados tendo resistido à operação da polícia.

As organizações de solidariedade para com os migrantes desconhecem o local para onde foram enviadas as 150 pessoas que ainda se encontravam na escola e recordaram que todos os locais de acolhimento de refugiados na zona da capital francesa encontram-se sobrelotados.

"Esta escola estava vazia e não servia para nada. Estas pessoas estavam melhor aqui do que na rua", disse Eric Coquerel um ativista de esquerda à France Presse logo após a operação da polícia.

Entretanto, o acampamento ilegal que se foi alastrando junto a estação de metropolitano de Stalingrad (nordeste de Paris) foi desmantelado na segunda-feira de manhã pela terceira vez em dois meses.

  • Paulo Fonseca e Paulo Sousa fora da Liga Europa

    Liga Europa

    A segunda mão dos 16 avos-de-final da Liga Europa ficou marcada pelas eliminações de duas equipas treinadas por portugueses: a Fiorentina de Paulo Sousa e o Shakhtar Donetsk de Paulo Fonseca. Paulo Bento, no Olympiacos, e José Mourinho, no Manchester United, são os únicos técnicos lusos ainda em competição. Noutros jogos, destaque para os afastamentos do Tottenham e do Zenit. Veja aqui os resumos de todos os encontros desta noite europeia. O sorteio dos oitavos-de-final está agendado para esta sexta-feira, às 12h00, hora de Lisboa.

  • "Não preciso de ajustar contas com ninguém"
    0:49

    País

    O ex-Presidente da República insiste que José Sócrates foi desleal durante as negociações do Orçamento do Estado para 2011. Numa entrevista dada à RTP1, Cavaco Silva esclareceu ainda que não escreveu o livro de memórias para ajustar contas com o ex-primeiro-ministro.

  • Sócrates em processo judicial surpreende Cavaco
    0:18

    País

    Cavaco Silva afirmou ter ficado surpreendido com o envolvimento de José Sócrates num processo judicial. Em entrevista à RTP1 o ex-Presidente da República diz que nunca se apercebeu de qualquer "atuação legalmente menos correta" da parte de Sócrates.

  • PSD questiona funcionamento da Assembleia da República
    2:39

    Caso CGD

    O PSD e o CDS vão entregar esta sexta-feira no Parlamento o pedido para criar uma nova Comissão de Inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos. Os dois partidos reuniram-se esta quarta-feira para fechar o texto do requerimento. Durante o dia, o PSD considerou que o normal funcionamento da Assembleia da República está em causa, o que levou Ferro Rodrigues a defender-se e a garantir que está a ser imparcial.

  • Marcelo rejeita discussões menores na banca
    0:32

    Economia

    O Presidente da República avisa que não se devem introduzir querelas táticas e menores no sistema financeiro. Num encontro que reuniu publicamente Marcelo e Centeno, o Presidente diz que é preciso defender o interesse nacional.

  • Três dos planetas encontrados podem conter água e vida
    3:28
  • Túnel descoberto em cadeia brasileira tinha ligação a uma habitação
    0:44

    Mundo

    A polícia brasileira descobriu um túnel que ligava a cadeia de Porto Alegre a uma casa e serviria para libertar prisioneiros do estabelecimento. As autoridades detiveram sete homens e uma mulher no local. A construção permitiria uma fuga massiva que poderia chegar aos 200 mil fugitivos e estima-se que terá custado mais de 300 mil euros. A polícia do Rio Grande do Sul acredita, assim, ter impedido aquela que seria a maior fuga de prisioneiros de sempre no Estado brasileiro.

  • Secretário da Segurança Interna dos EUA desmente Donald Trump

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou esta quinta-feira que os esforços do seu Governo para expulsar alguns imigrantes ilegais dos Estados Unidos "são uma operação militar", afirmação contrariada pelo seu secretário da Segurança Nacional no México.