sicnot

Perfil

Mundo

Irmã de Luaty Beirão confirma greve de fome, silêncio e regime de nudez

O ativista luso-angolano Luaty Beirão está em greve de fome, em silêncio e no regime de nudez como forma de protesto contra a transferência do local de detenção, disse hoje à agência Lusa, em Lisboa, a sua irmã.

Serena Mancini, à margem de uma sessão pública da sociedade civil portuguesa em solidariedade com os 17 ativistas detidos em Angola, disse que o irmão não queria ser transferido, uma vez que tencionava denunciar várias ilegalidades e violações dos direitos humanos na prisão onde estava detido, na comarca de Viana, em Angola.

"O meu irmão foi transferido hoje para o hospital-prisão de São Paulo (em Luanda). Ele não queria ir, queria continuar na comarca de Viana para poder denunciar certas situações ilegais que se estão a passar lá. Foi levado hoje de manhã à força, pelo que soube", contou Serena Mancini à Lusa.

"Chegou lá e começou a fazer o protesto de fome, silêncio e nudez. Recusou-se a receber a comida que um familiar lhe levou e é isso que sabemos até agora. Disseram-me que quando ele negou a comida ele estava nu, deitado na cela e sem dizer uma palavra", acrescentou.

Luaty Beirão, um dos rostos mais visíveis na contestação ao regime do presidente angolano, José Eduardo dos Santos, foi condenado a 28 de março a uma pena total de cinco anos e meio de cadeia, que começou a cumprir no mesmo dia, por decisão do tribunal, apesar dos recursos da defesa.

Ao todo, dos 17 ativistas condenados neste processo por atos preparatórios para uma rebelião e associação de malfeitores, e a cumprirem pena, 12 foram concentrados nos últimos dias - processo concluído na quarta-feira - no Hospital-Prisão de São Paulo, em Luanda.

Sobre o evento, promovido na sequência de uma petição subscrita por 239 personalidades, entre políticos, escritores, jornalistas, músicos, humoristas e historiadores, a irmã de Luaty Beirão destacou a importância da iniciativa, uma vez que chegam aos detidos através de vários relatos, permitindo-lhes "aguentar a situação".

"É muito importante ver que as pessoas continuam a apoiar a causa, continuam a aparecer nestes eventos e a falar sobre isso. É importante sentir que as pessoas se importam, que estão atentas, porque isso também é uma forma de pressionar as autoridades de Angola", sublinhou.

"Eles (os detidos) sentem isso, têm os relatos cá de fora, sabem que as pessoas estão atentas, que estão a apoiar e isso é muito importante para eles também, porque faz com que eles aguentem a situação", frisou.

Lusa

  • Luaty Beirão entra novamente em greve de fome

    Mundo

    Luaty Beirão voltou a entrar em greve de fome. O luso- angolano recusa-se a comer, a falar e a vestir-se. Está contra transferência para um hospital prisão. Um familiar diz que não aceita receber comida e está deitado no chão, totalmente nú.

  • Aeroporto Cristiano Ronaldo? Nem todos os madeirenses estão de acordo
    2:21
  • Fatura da água a dobrar
    2:26

    Economia

    Desde o início do ano que a população de Celorico de Basto está a receber duas faturas da água para pagar. Tanto a Câmara como a Águas do Norte reclamam o direito a cobrar pelo serviço. Contactada pela SIC, a Entidade Reguladora esclarece que o município não pode emitir faturas e tem de devolver o dinheiro.

  • Vala comum com 6 mil corpos em Mossul
    1:43

    Daesh

    Há suspeitas de que o Daesh tenha criado uma vala comum com cerca de seis mil corpos a sul de Mossul, no Iraque. A área em redor estará minada. A revelação é de uma equipa de reportagem da televisão britânica Sky News.

  • A menina que os pais queriam chamar "Allah"

    Mundo

    ZalyKha Graceful Lorraina Allah tem 22 meses, anda não sabe ler nem escrever mas já está no centro de um processo judicial contra o Estado da Georgia, nos EUA. Os pais, Elizabeth Handy e Bilal Walk, apoiados por uma ONG, exigem na justiça que o nome seja reconhecido na certidão de nascimento para que a criança possa ser inscrita na escola, na segurança social ou nos registos e notoriado. O casal já tem um filho de 3 anos que se chama Masterful Mosirah Aly Allah.