sicnot

Perfil

Mundo

Dois membros da NATO morrem em ataque no Afeganistão

Pelo menos dois membros da missão da NATO no Afeganistão e dois agressores com uniformes militares morreram hoje num ataque reivindicado pelos talibãs, numa base em Kandahar, avançam fontes oficiais.

© Ahmad Masood / Reuters

"Dois membros ao serviço do Apoio Decidido (missão da NATO) morreram esta manhã quando dois indivíduos que vestiam uniformes das Forças de Segurança e Defesa Nacional Afegãs (ANDSF, na sigla inglesa) abriram fogo", indica um comunicado da NATO.

O ataque aconteceu "num recinto das ANDSF no sul do Afeganistão", diz a nota.

"Os membros do Apoio Decidido responderam aos disparos e mataram os atiradores", informa a NATO.

A missão aliada e as forças afegãs estão a investigar o incidente, que não consideram "representativo da positiva relação entre ambas".

A NATO não especificou a nacionalidade dos membros da missão que morreram.

O porta-voz do governador da província de Kandahar, Samim Khpalwak, disse à Efe que o ataque aconteceu no complexo do aeroporto internacional da capital provincial, com o mesmo nome, que inclui instalações militares e policiais.

Fonte do exército da província afegã, que pediu anonimato, disse à Efe que os atacantes eram da polícia afegã.

O porta-voz dos talibãs, Zabiullah Mujahid, reivindicou o ataque através de uma mensagem no Twitter, em que assegurou que "um soldado infiltrado matou quatro invasores dos Estados Unidos-NATO na base área de Kandahar".

Os talibãs lançaram, no mês passado, a chamada 'ofensiva de primavera', anunciando ataques "de grande escala" contra os seus inimigos, as forças afegãs e internacionais destacados no país.

Lusa

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John Mccain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06
  • Menos casos de sida em Portugal
    1:44