sicnot

Perfil

Mundo

Equação matemática causa medo de terrorismo em aeroporto

Um voo de uma companhia norte-americana foi adiado devido a uma equação matemática. Um dos passageiros, um professor de economia, estava a fazer uma equação num caderno. A passageira do lado achou suspeito e pediu para sair do avião.

O professor italiano Guido Menzio estava a tentar resolver uma equação diferencial enquanto esperava que o voo descolasse de Filadélfia para Siracuse.

A passageira sentada a seu lado considerou a matemática suspeita e passou um bilhete a uma comissária de bordo, dizendo que estava a sentir-se doente. O avião acabou por voltar para trás.

Depois da mulher ter desembarcado, acabou por explicar a verdadeira razão de querer voltar atrás - a preocupação sobre o passageiro ao seu lado, um homem de barba que estaria a "escrevinhar" códigos num caderno.

Os agentes de segurança abordaram o professor.

"Disseram-me que uma mulher estava preocupada que eu fosse um terrorista porque estava a escrever coisas estranhas num papel", contou o macroeconomista premiado.

O professor da Universidade da Pensilvânia explicou então às autoridades que estava a resolver uma equação diferencial relacionada com uma palestra que ia dar na Queen University, no Ontário (Canadá).

Quanto à companhia aérea, justificou-se dizendo que a tripulação seguiu o protocolo de quando um passageiro está doente.

O avião acabou por descolar duas horas depois. A mulher embarcou num outro avião.

  • "O PSD é o centro das atenções da campanha e fico contente com isso"
    1:03
  • "O Brasil não parou e não vai parar"
    1:33
  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Marcelo na peregrinação de Nossa Senhora de Fátima no Luxemburgo

    Mundo

    O Presidente da República participou esta quinta-feira, a título privado, na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, na cidade luxemburguesa de Wiltz. Milhares de portugueses receberam Marcelo Rebelo de Sousa, que assistiu à missa e, durante alguns minutos, participou na procissão.

  • Cão interrompe jornal em direto
    1:00