sicnot

Perfil

Mundo

Família de Luaty Beirão garante que ativista mantém protesto na cadeia

A mulher de Luaty Beirão garantiu hoje à Lusa que o 'rapper' luso-angolano mantém-se em protesto, semi-nu na cela, exigindo o regresso à cadeia de Viana, arredores de Luanda, sendo alimentado apenas com comida fornecida por familiares.

A Lusa noticiou hoje que o ativista, um dos 17 angolanos condenados a penas de prisão de até oito anos e meio por atos preparatórios para uma rebelião e associação de malfeitores, voltou a alimentar-se e a receber visitas no sábado, segundo informação dos Serviços Penitenciários, terminando o protesto contra a sua transferência para o Hospital-Prisão de São Paulo, na quarta-feira.

Contudo, Mónica Almeida explicou que Luaty Beirão mantém esse protesto, que inclui não aceitar comida que não seja dada em mãos por um familiar, permanecendo na sua cela, na mesma condição em que foi transportado quarta-feira e deixado. Ou seja, em 'boxers' e a dormir no chão da cela.

"Ele exige voltar para a cadeia de Viana, para as condições que tinha antes, e não quer ter qualquer tratamento de exceção. Transportaram-no em 'boxers', à frente de todos, então ele permanece em 'boxers', como o deixaram [semi-nu não pode sair da cela para se alimentar]. Ele não comia porque não recebia comida. Para receber tem de ser das nossas mãos, e como está deitado na caserna eu tenho de entrar para a entregar", explicou em entrevista à Lusa a esposa, Mónica Almeida, que visitou Luaty Beirão na cadeia de São Paulo no sábado.

Lusa

  • "A Minha Outra Pátria": o drama da Venezuela no Jornal da Noite
    2:12

    Reportagem Especial

    Quase cinco mil emigrantes regressaram à Madeira nos últimos meses por causa da crise económica, social e política na Venezuela. Os pedidos de ajuda ao Governo Regional dispararam. Muitos luso-venezuelanos voltaram às origens com pouco mais do que a roupa do corpo. "A Minha Outra Pátria" é a Reportagem Especial de hoje.

  • Fogo na Sertã alastrou aos concelhos de Mação e Proença-a-Nova
    2:37

    País

    Mais de 700 bombeiros combatem o incêndio que começou este domingo na Sertã e, durante a noite foi empurrado pelo vento para outros dois concelhos. As chamas atingiram as zonas de Mação e de Proença-a-Nova, onde os habitantes dizem que há várias casas destruídas pelo fogo. Esta manhã, chegaram dois aviões espanhóis para ajudar a controlar as chamas.

  • Milhares de clientes da CGD vão pagar quase 5€/ mês por comissões de conta
    1:24
  • Governo reconhece seca severa no continente desde 30 de junho

    País

    O Governo reconheceu, hoje, a existência de uma situação de seca severa no território continental, desde 30 de junho, que consubstancia um fenómeno climático adverso, com repercussões negativas na atividade agrícola, em despacho publicado hoje em Diário da República.

  • Oposição pressiona Maduro com anúncio de manifestações e greve geral
    1:34
  • Margem mínima de mil votos obriga a negociações intensas em Timor-Leste

    Mundo

    A Fretilin venceu sem maioria absoluta as lesgislativas para o VII Governo constitucional de Timor-Leste. De acordo com os dados oficiais, o partido de Mari Alkatiri obteve perto de 170 mil votos e conquistou 23 deputados. Já o partido de Xanana Gusmão que tinha vencido há cinco anos, ficou em segundo com 167 mil votos e 22 lugares no parlamento, num total de 65.