sicnot

Perfil

Mundo

Família de Luaty Beirão garante que ativista mantém protesto na cadeia

A mulher de Luaty Beirão garantiu hoje à Lusa que o 'rapper' luso-angolano mantém-se em protesto, semi-nu na cela, exigindo o regresso à cadeia de Viana, arredores de Luanda, sendo alimentado apenas com comida fornecida por familiares.

A Lusa noticiou hoje que o ativista, um dos 17 angolanos condenados a penas de prisão de até oito anos e meio por atos preparatórios para uma rebelião e associação de malfeitores, voltou a alimentar-se e a receber visitas no sábado, segundo informação dos Serviços Penitenciários, terminando o protesto contra a sua transferência para o Hospital-Prisão de São Paulo, na quarta-feira.

Contudo, Mónica Almeida explicou que Luaty Beirão mantém esse protesto, que inclui não aceitar comida que não seja dada em mãos por um familiar, permanecendo na sua cela, na mesma condição em que foi transportado quarta-feira e deixado. Ou seja, em 'boxers' e a dormir no chão da cela.

"Ele exige voltar para a cadeia de Viana, para as condições que tinha antes, e não quer ter qualquer tratamento de exceção. Transportaram-no em 'boxers', à frente de todos, então ele permanece em 'boxers', como o deixaram [semi-nu não pode sair da cela para se alimentar]. Ele não comia porque não recebia comida. Para receber tem de ser das nossas mãos, e como está deitado na caserna eu tenho de entrar para a entregar", explicou em entrevista à Lusa a esposa, Mónica Almeida, que visitou Luaty Beirão na cadeia de São Paulo no sábado.

Lusa

  • Governo quer reduzir gastos com papel na função pública
    1:08

    Economia

    O Governo proibiu a livre utilização das impressoras pelos funcionários públicos. O ministro das Finanças quer assim reduzir em 20% a despesa em consumo de papel e, ao mesmo tempo, minimizar a perigosidades dos resíduos produzidos com as impressoras, no Estado.