sicnot

Perfil

Mundo

Londres recebe hoje Cimeira Anticorrupção

Londres acolhe hoje dirigentes do todo o mundo numa Cimeira Anticorrupção, convocada pelo primeiro-ministro David Cameron para lançar uma ofensiva global contra a corrupção, na sequência das revelações sobre evasão fiscal dos Papéis do Panamá.

© Reuters Staff / Reuters

Dirigentes mundiais, instituições financeiras e organizações não-governamentais foram convidados, entre os quais os presidentes do Afeganistão, Colômbia e Nigéria, o chefe da diplomacia norte-americana, os líderes do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial e o presidente da ONG Transparência Internacional.

David Cameron quer que a cimeira seja concluída com a assinatura "da primeira declaração mundial contra a corrupção".

Nesse texto, segundo o governo britânico, os signatários devem "reconhecer que a corrupção mina os esforços para lutar contra a pobreza, promover a prosperidade e combater o terrorismo e o extremismo" e comprometer-se a "detetar a corrupção, julgar e sancionar as pessoas que a cometem, a facilitam ou dela são cúmplices".

O êxito desta cimeira é contudo incerto. Segundo o jornal The Times, o projeto de declaração final já foi diluído a pedido de alguns países, incluindo com a retirada uma passagem que rejeitava qualquer "impunidade para os corruptos".

Robert Barrington, diretor executivo da organização Transparência Internacional no Reino Unido, escreveu que esta cimeira "é uma oportunidade", mas advertiu para o "elefante na sala" que é a participação de dirigentes "seriamente corruptos" que, "naturalmente, não querem progressos globais na redução da grande corrupção" e são por isso "verdadeiros bloqueadores", aconselhando David Cameron a "não ceder às pressões".

Mais de 300 economistas de 30 países, entre os quais Thomas Piketty, autor de O Capital no Século XXI, e Angus Deaton, Nobel da Economia, subscreveram esta semana uma carta aos dirigentes mundiais apelando para o fim dos paraísos fiscais, que "distorcem o funcionamento da economia global" e "privam os Estados de receitas fiscais", fazendo com "os países mais pobres paguem o preço mais elevado".

Lusa

  • Eurogrupo dá luz verde ao Orçamento do Estado
    0:29

    Orçamento do Estado 2017

    O Orçamento português passou no Eurogrupo mas os ministros das Finanças alertam que podem ser precisas mais medidas para cumprir as metas e em março vão voltar a olhar para as contas. Para já, estão satisfeitos com o compromisso assumido por Mário Centeno e mais sete ministros da zona euro, cujos Orçamentos estão em risco de incumprimento.

  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados".Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade. A SIC esteve em Luanda e falou com o advogado Adolfo Campos e com os músicos Carbono Casimiro, Mona Dya Kidi e David Salei. Já todos estiveram presos. Já todos foram vítimas de violência policial. Defendem que "a geração anterior comprometeu o país" e acreditam que só a mudança política pode trazer um futuro melhor. Para estes jovens activistas, a guerra que arrasou o país, e com que o regime justifica tudo, não deixou heróis, apenas "vilões e vítimas".

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59