sicnot

Perfil

Mundo

WikiLeaks acusa Presidente interino do Brasil de ser informador dos EUA

A WikiLeaks, organização sem fins lucrativos sueca, escreveu na rede social Twitter que o Presidente interino brasileiro, Michel Temer, é "informador da embaixada dos Estados Unidos".

© Adriano Machado / Reuters

Segundo documentos divulgados, o vice-presidente - que agora assumiu a Presidência interinamente para Dilma Rousseff ir a julgamento na sequência da aprovação do pedido de destituição -, correspondeu-se com a embaixada e o conteúdo foi classificado como sensível e "apenas para uso oficial".

De acordo com os documentos, de janeiro e junho de 2006, Michel Temer passou a sua visão sobre a situação política da altura, em concreto opiniões sobre as eleições de 2006, quando Lula da Silva foi reeleito.

Os documentos mostram que Michel Temer teria analisado as diferenças entre os ex-presidentes Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso.

"As classes C, D e E acreditam que Fernando Henrique roubou dos pobres e deu para os ricos. Já Lula roubou dos ricos para dar aos pobres", lê-se numa frase atribuída ao chefe de Estado em exercício.

Os telegramas mostram também como Michel Temer negou prever como ficaria a corrida eleitoral, mas afirmou que haveria segunda volta.

Na ocasião, ele também afirmou que o seu movimento partidário, o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), não seria aliado do Partido dos Trabalhadores (PT, de Lula da Silva) e nem do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), pelo menos até ao segundo turno.

Michel Temer terá ainda dito que o seu partido elegeria naquele ano entre 10 e 15 governadores e que teria as maiores bancadas no Senado e na Câmara dos Deputados.

"Quem quer que vença a eleição presidencial terá que vir até nós para fazer qualquer coisa", disse, segundo a Wikileaks.

Lusa

  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.