sicnot

Perfil

Mundo

Mais de dez mil pessoas continuam deslocadas no Japão devido aos sismos de abril

Mais de dez mil pessoas continuam deslocadas no sudoeste do Japão por causa dos sismos registados na região há um mês, revelou hoje a agência de notícias Kyodo.

© KYODO Kyodo / Reuters

A 14 e 16 de abril, terramotos com magnitudes de 6,5 e 7,5 na escala de Richter abalaram o sudoeste do Japão, deixando 49 mortos e um desparecido. Cerca de vinte mil pessoas foram na altura retiradas dos locais onde viviam e dez mil continuam em refúgios e instalações provisórias, segundo a Kyodo.

Os dois sismos e suas 1400 réplicas provocaram danos materiais em mais de 82 mil edifícios.

O Governo japonês anunciou 778 mil milhões de ienes (cerca de 6.282 milhões de euros) para financiar a reconstrução da região.

Os sismos paralisaram durante vários dias a produção em muitas fábricas, incluindo algumas da Toyota, Honda e Sony.

Os prejuízos no setor agrícola estão estimados em 135.800 milhões de ienes (1,12 milhões de euros), segundo as autoridades locais.

Também 173 escolas estiveram fechadas durante quase um mês e só reabriram esta semana.

Lusa

  • Debate quinzenal no Parlamento: veja em direto e comente

    País

    As políticas de descentralização foram o tema escolhido pelo Governo para o debate quinzenal, mas a situação na Caixa Geral de Depósitos também deve marcar os trabalhos na Assembleia da República. Acompanhe aqui a discussão e participe no Minuto a Minuto SIC/Parlamento Global.

    Direto

  • Prioridades para a CGD: cortar custos e aumentar receitas
    2:16

    Caso CGD

    O principal objetivo do plano estratégico para a Caixa Geral de Depósitos, a que a SIC teve acesso, é cortar custos e aumentar receitas. A grande aposta da nova administração passa por apertar as regras para emprestar dinheiro e, por outro lado, recuperar o crédito que não está a ser pago.

  • Turismo da Madeira investe mais de 3 milhões de euros no programa de festas
    2:22

    País

    A Madeira já vive a época de Natal. O turismo da região investiu mais de 3 milhões de euros no programa de festas de Natal e Fim de Ano para atrair os turistas. Os residentes e também turistas aproveitam para desfrutar do ambiente mágico proporcionado pelas tradicionais iluminações à mistura com as decorações e gastronomia típicas da quadra.

  • Os dias na Terra estão a ficar mais longos

    Mundo

    Os dias estão a tornar-se mais longos, mas impercetivelmente, porque vão ser precisos 6,7 milhões de anos para aumentarem um minuto, segundo um estudo publicado quarta-feira pela Proceedings A da Royal Society britânica.

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54
    Futuro Hoje

    Futuro Hoje

    3ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    A Leica, das famosas máquinas fotográficas, abriu na semana passada a primeira loja em Portugal. Grande parte da produção da marca alemã é feita em Lousado, em Vila Nova de Famalicão, há 43 anos.