sicnot

Perfil

Mundo

Cinquenta mortos em confrontos entre grupos rebeldes perto de Damasco

Pelo menos 50 combatentes e dois civis morreram hoje em confrontos entre grupos rebeldes sírios a leste de Damasco, indicou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Hussein Malla

Os combates decorrem há cerca de três semanas em Ghuta oriental, o maior bastião dos rebeldes na província de Damasco, entre o poderoso grupo de inspiração salafista Jaïch al-Islam e fações rivais lideradas pelo braço local da Al-Qaida.

Estes combates já mataram mais de 500 combatentes e uma dezena de civis em três semanas, segundo o diretor do Observatório, Rami Abdel Rahman.

Entre os civis mortos, está o único ginecologista e obstetra que ainda trabalhava em Ghuta oriental.

"Trata-se de uma verdadeira luta pelo poder", sublinhou Abdel Rahman, citado pela agência de notícias francesa AFP.

O Jaïch al-Islam é o principal grupo rebelde em Ghuta oriental, e um dos seus líderes políticos, Mohammed Alluche, foi nomeado chefe dos negociadores para as conversações de paz em Genebra com o regime do Presidente Bashar al-Assad, cuja última ronda, em abril, não representou qualquer avanço.

Mas esta formação enfrenta agora no terreno uma aliança que reúne as fações islamitas Faylaq al-Rahman, Jaïch al-Fustate e a Frente al-Nosra, braço da al-Qaida na Síria.

Habitantes e governantes locais tentaram mediações para pôr termo à violência e manifestaram-se em vão para conseguir o fim dos combates.

Hoje, um porta-voz do grupo Jaïch al-Islam afirmou que a sua formação estava disposta a pôr fim aos combates, em resposta a uma iniciativa do coordenador da oposição síria, Riad Hijab.

"Mas os nossos irmãos do Faylaq al-Rahman rejeitaram completamente esta iniciativa", sublinhou Islam Alluche em comunicado.

A insurreição armada contra o regime sírio está profundamente dividida entre muitos grupos 'jihadistas', islamitas e rebeldes moderados.

Desde o início da revolta contra o regime de Assad, em março de 2011, a guerra na Síria já fez mais de 270.000 mortos e milhões de deslocados.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.